Reflexão 4º Domingo da Páscoa – Ano 2017
 
Reflexão 4º Domingo da Páscoa – Ano 2017

altEu sou a porta das ovelhas.

‘Deus constituiu Senhor e Cristo a este Jesus que vós crucificastes’. A essa verdade proclamada por Pedro causou aflição no povo e imediatamente manifestaram a vontade de fazer algo em reparação, e isto fruto de sua pregação. Nesta primeira pregação de nossa Igreja mais ou menos três mil pessoas foram batizadas. Assim nasce a Igreja proclamando que Jesus é o Senhor e que ressuscitou, está vivo e todo aquele que aceitá-lo como Salvador e Senhor será salvo. Mas a condição para cada um de nós é: 'Convertei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para o perdão dos vossos pecados. E vós recebereis o dom do Espírito Santo’.

Pelo pecado que foi introduzido no mundo pelos nossos primeiros pais, todos foram contaminados e por isso ninguém poderia voltar à casa do Pai, estávamos todos perdidos e destinados à morte eterna. Não havia em nossa raça humana alguém santo o bastante para ir até Deus com um sacrifício reparador do pecado da humanidade. Verdadeiramente estávamos todos perdidos. Mas Deus Pai em sua infinita misericórdia decidiu, juntamente com o Verbo e o Espírito Santo, resgatar a humanidade de sua condição nos salvando a partir de nossa natureza, assim o filho se encarnou assumindo nossa humanidade. Agora sim, temos um ser humano capaz de nos salvar com seu próprio sangue derramado. Este pode chegar ao Pai com um sacrifício perfeito e recuperar para a humanidade sua antiga condição. Desta forma Jesus é nosso Salvador, único caminho que podemos chegar ao Pai Criador. Por isso Ele diz: ‘eu sou a porta das ovelhas’.

‘Ele chama as ovelhas pelo nome’. A Salvação é uma graça conquistada por Cristo e Ele chama a cada um pelo nome. A salvação é de graça, foi Ele que conquistou para nós, precisamos “ouvir sua voz”. Seja pela Igreja, pela catequese, pela educação familiar, pela convivência com os amigos, por uma situação de desconforto – doença, crises, desilusões, decepções... – Mas sempre Ele fará ouvir sua voz para termos um sinal para onde devemos caminhar. Seja sensível ao seu chamado, experimente seu amor, deixe-se conduzir pelo Espírito Santo. Aquele que foi derramado em Pentecostes, àquele que levou Pedro a primeira pregação da Igreja, aquele que conduziu Jesus em toda sua vida até a morte e ressurreição. É este mesmo Espírito que recebemos no Batismo e do qual somos templos que quer realizar em nós a obra de Cristo Salvador.

Temos que ter cuidado, existem muitos pastores enganadores que querem confundir o povo e levá-los para as mãos de Satanás. Muitos, falando em nome de Deus, enganam as pessoas e plantam em suas cabeças doutrinas falsas, prometem o que não podem cumprir e arrancam a vida das mãos do Senhor e as leva para o inferno. Jesus instituiu sua Igreja e esta é a Católica. A primeira igreja não católica nasce 16 séculos depois de Jesus instituir sua Igreja. Aqui está o redil em que Jesus coloca suas ovelhas. E elas conhecem sua voz.

Ouça a voz do seu Senhor e siga-o.

Antonio ComDeus

 


 

4º Domingo da Páscoa – Ano 2017

 

1ª Leitura - At 2,14a.36-41

Deus constituiu Senhor e Cristo a este Jesus.

 

Salmo - Sl 22,1-3a.3b-4.5.6 (R.1)

R. O Senhor é o pastor que me conduz;* para as águas repousantes me encaminha.

 

2ª Leitura - 1Pd 2,20b-25

Voltastes ao Pastor de vossas vidas.

 

Evangelho - Jo 10,1-10

Eu sou a porta das ovelhas.

 

Share/Save/Bookmark