Arrendou a vinha a outros vinhateiros.

Reflexão 27º Domingo do Tempo Comum 08/10/2017

Arrendou a vinha a outros vinhateiros.

Deus Pai escolheu um povo para se revelar e para dar aos homens o conhecimento da verdade; Isto começou com Abraão e continuou com seus descendentes. Mas este povo não foi fiel a Deus e prevaricou, desobedeceu, não seguiu o ensinamento dado por Deus pelos Profetas. É a história da vinha de Isaías. Deus Pai plantou uma vinha de ótima qualidade, que é seus ensinamentos, mandamentos, leis e normas de vida para que o povo pudesse fazer a diferença em relação a outros povos e, ser para os outros, um testemunho da verdade, de um Deus verdadeiro e fiel.

Mas esse povo maculou todas as alianças com injustiças e iniquidades. Deus está desanimado com os atos desse povo. Mas não se rende. Ele quer seu povo. E vai buscar formas de fazer uma aliança eterna com este povo amado. Foi assim que o Pai prometeu um salvador que iria resgatá-los e implantar seu Reino de amor.

Jesus veio realizou a obra do Pai, salvou a humanidade, e tornou para nós o caminho de salvação.

Mas a Parábola que Jesus conta, nos mostra que este povo escolhido não foi fiel a Deus e que em todas as iniciativas divinas para realizar uma aliança com os homens foi rompida, matando, apedrejando, expulsando os enviados de Deus. Mas Deus não desiste e envia seu próprio filho. E o que fizeram com Ele? Penduraram numa Cruz.

No término deste diálogo Jesus diz aos “sumos sacerdotes e os anciãos do povo”, “o Reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que produzirá frutos”. E agora!? Quem é este povo? E “que lhe entregarão os frutos no tempo certo”. Será que este povo somos nós? Todos os que não são da raça de Israel? Mas nós estamos entregando o “fruto no tempo certo”? Vejamos o que está acontecendo com nossa sociedade. Estamos caminhando na partilha? No amor ao próximo, sendo solidários, promotores da Paz? Estamos ensinando nossa juventude a viver no amor solidário, na ética, na moral cristã para construir uma sociedade justa e fraterna?

Dá-nos a impressão que Jesus ainda está procurando um povo que entregue “os frutos no tempo certo”.

Na verdade Jesus confiou o seu Reino a todos aqueles que ouvirem sua voz e optar por caminhar em seus ensinamentos gerando fruto de justiça e paz numa sociedade mesquinha e degradante. Por isso você e eu fomos chamados a sermos o novo povo de Deus, resgatados por Cristo, para darmos testemunho da verdade neste mundo corrompido pelo pecado. Cabe a nós fazermos a diferença e estarmos prontos para entregar os frutos a todo tempo. Como? Implantando o Reino no coração de todos aqueles que se aproximarem de nós.

Faça a diferença.

Antonio ComDeus

Reze o Terço da Misericórdia ao vivo conosco, de segunda a sexta-feira às 15h em nosso facebook www.fb.com/editoracomdeus

 

Liturgia 27º Domingo do Tempo Comum 8 de Outubro de 2017

1ª Leitura – Is 5,1-7

A vinha do Senhor dos exércitos é a casa de Israel.

Salmo – Sl 79,9.12.13-14.15-16.19-20 (R. Is 5,7a)

  1. A vinha do Senhor é a casa de Israel.

2ª Leitura – Fl 4,6-9

Praticai o que aprendestes e o Deus da paz estará convosco.

Evangelho – Mt 21,33-43

Arrendou a vinha a outros vinhateiros.