Reflexão 2º Domingo do Tempo Comum – Ano A – 2017

alt

Estamos iniciando o primeiro período do Tempo Comum em nossa liturgia. Neste tempo iremos refletir sobre os feitos de Jesus com seus ensinamentos e milagres, é o tempo da vida pública de Jesus, que durou mais ou menos três anos. O marco inicial de sua vida de pregador e instaurador do Reino de Deus se dá com seu Batismo no rio Jordão, onde João Batista realizava seu ministério de batizar para a conversão. Este João é o precursor, a voz que clama no deserto (Mt 3,3). Jesus chega a dizer que: “entre os filhos das mulheres, não surgiu outro maior que João Batista. No entanto, o menor no Reino dos céus é maior do que ele”. (Mt 11,11).

Neste momento, do Batismo de Jesus, acontece uma Teofania – que é a manifestação da Santíssima Trindade – O Pai se manifesta com sua voz, audível a João: “Eis meu Filho muito amado em quem ponho minha afeição”. (Mt 3, 17). O Espírito Santo em forma de uma pomba e o Verbo de Deus que se fez carne e habitou em nosso meio. (Jo 1, 14). Este marco do início da vida publica de Jesus, nos traz a alegria da presença de Deus em nosso meio com a nossa feição, com nosso jeito de ser. 

Ele assumiu toda nossa humanidade, sendo igual a nós em tudo exceto no pecado (Fil 2,6). Passou por privações, viveu uma vida simples e pobre, passou por crises, sofreu, trabalhou, foi arrimo de família, enfim… Viveu a nossa vida, em todos os aspectos, para renovar toda vida humana. Sim, Jesus recapitulou n’Ele todas as fases da nossa humanidade.

E sua missão já foi anunciada por Isaías séculos antes: “eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até aos confins da terra”. Esta missão inclui todos os povos de todos os tempos – A salvação é para todos os que creem que Jesus é o filho de Deus enviado para nos resgatar da morte eterna. João nos fala: “Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!”.

Vivemos hoje, um tempo novo. Tempo da alegria, de conhecer a Deus com nossa face. Tempo de rejubilarmos em louvores pelo Espírito Santo que nos foi dado. Tempo de vivermos na Graça conquistada por Cristo e podermos experimentar neste mundo o Reino de Deus. Cabe a você e a mim tomarmos uma decisão definitiva, radical, e proclamarmos Jesus como nosso Senhor e Salvador e podermos viver a plenitude da Vida no Espírito – este é quem batiza com o Espírito Santo, nos diz João.

Estamos no início de um ano, tempo de fazermos projeções, definirmos metas, buscarmos novos horizontes, enfim, crescermos e realizar nova fase em nosso trabalho, família, estudos, comunidade, mas que não falte em nossos planos o crescimento espiritual na busca da santidade, de vivência dos sacramentos, da prática da caridade. Irmãos, tudo passa, o que permanece é a intensidade com que conseguimos amar o próximo! Por isso, nos dediquemos em nos aproximarmos do Senhor a cada dia e experimentarmos tudo o que Ele tem reservado para cada um de nós. Não perca tempo, não se distraia com as coisas do mundo, não seja negligente, mas, com sabedoria, clame ao Senhor que derrame sobre você a força do Espírito Santo, para que possa discernir a vontade do Espírito em cada momento de sua vida.

Iniciemos este tempo buscando um novo Tempo de Santidade.

Antonio ComDeus

 

2º Domingo do Tempo Comum

 

1ª Leitura – Is 49,3.5-6

Farei de ti a luz das nações para que seja minha salvação.

Salmo – Sl 39,2.4ab.7-8a.8b-9.10 (R.8a.9a)

R. Eu disse: Eis que venho, Senhor, com prazer faço a vossa vontade!

2ª Leitura – 1Cor 1,1-3

A vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus!

Evangelho – Jo 1,29-34

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.