Reflexão 4º Domingo da Páscoa – Ano C – 2016

alt

O Senhor é o Bom Pastor. As ovelhas conhecem a voz de seu Pastor e elas jamais se perderão. Isso é muito importante para cada um de nós. Mas será que sabemos ouvir a voz de nosso Pastor? Será que as vozes do mundo não nos afetam ao ponto de concordarmos com muitas coisas que divergem de Nosso Senhor? São João nos fala: “Porque tudo o que há no mundo – a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida – não procedem do Pai, mas do mundo”. (I Jo 2, 16). Não podemos esquecer que o pecado faz parte de nossa vida e seguir Jesus é radicalizar a própria vida e defender a Palavra do Senhor.

Como vemos em Atos, Paulo e Silas buscam evangelizar conforme a Palavra do Senhor – leves a salvação até os confins da terra”. Foram mal entendidos pelos Judeus que procuraram prejudica-los e coloca-los para fora de seus territórios. O problema é que nem sempre as pessoas estão preparadas para ouvir as verdades de Deus e se acham donas da verdade. Quantas vezes isto não acontece em nossas comunidades e geram intrigas, perseguições, calúnias, e até afastamento de “certas” pessoas, que não comungam com os nossos interesses. 

Todos aqueles que levavam a Palavra de Deus foram perseguidos e o termômetro que identifica se o que está se anunciando é de Deus é justamente a “perseguição”. Como anda a sua vida? Você está sendo perseguido, mal interpretado, caluniado por estar testemunhando o evangelho, por estar anunciando a Palavra de Deus? Não esqueça: o termômetro do bom Cristão é o incomodo que este causa nas pessoas!

Jesus é o Bom Pastor e aqueles que pertencem ao seu redil conhecem sua voz e esses estarão com o Senhor no momento em que o Filho for apresentar ao Pai o resultado de sua missão – “‘Esses são os que vieram da grande tribulação’. Lavaram e alvejaram as suas roupas no sangue do Cordeiro”. Este será o dia mais maravilhoso, fantástico, pleno de glória que jamais poderá ser superado. Por isso que aqueles que seguem o Senhor sem restrição e que buscam viver o evangelho em sua plenitude viverão este momento de glória eterna.

Talvez você nunca tenha meditado neste contexto de, um dia, chegar à Casa do Pai, tendo Jesus à sua frente, e estar mergulhado na glória, ao ponto de nada mais ser importante, necessário, ou que faça alguma diferença. É isso que nos espera no Céu, este será o fim de todos aqueles que foram dados a Jesus: “Meu Pai, que me deu estas ovelhas”.

Que você possa se sentir como alguém escolhido por Deus a fazer parte do rebanho de Jesus e estar sendo lapidado nesta vida e preparado para a eternidade.

Que o Bom Pastor possa te conduzir!

Antonio ComDeus

 

4º Domingo da Páscoa

1ª Leitura – At 13,14.43-52

Eis que nos voltamos para os pagãos.

Salmo – Sl 99,2.3.5 (R. 3c)

R. O Senhor, só ele é Deus,
somos o seu povo e seu rebanho.

conduzirá às fontes da água da vida.

Ou: R.Aleluia, Aleluia, Aleluia

2ª Leitura – Ap 7,9.14b-17

O Cordeiro vai apascentá-los e os

Evangelho – Jo 10,27-30

Eu dou a vida eterna para minhas ovelhas.