Reflexão 3° Domingo Tempo Comum – Ano C – 2016

alt

Estamos no Tempo Comum. Tempo vivo em leituras com muitas riquezas, o que nos arrebata em pensamento e nos leva à meditação insondável da Palavra. Por isso vamos refletir sobre cada texto e procurar extrair a mensagem de Deus para nosso alimento de fé.

Na primeira leitura vemos Esdras apresentando ao povo a Lei. Este contexto se dá após a volta do Exílio da Babilônia, em que o povo está sem rumo, a terra estava toda devastada, as cidades destruídas, o Templo demolido, não tinham rei, nem governo, nem profeta, o culto estava muito desfacelado e a Lei não estava clara na mente do povo. Isto causou desânimo e fraqueza ao povo de Israel. Mas por outro lado Deus estava feliz, porque seu povo estava de volta. Neste contexto, Deus suscita as pessoas de Esdras e Neemias, que estavam na Pérsia e vieram a mando do Rei Ciro, para organizar e direcionar o povo. Esdras encontrou no subsolo do Templo muitos pergaminhos dos profetas, tanto do reino de Judá como de Israel, e percebeu ali o caminho que o povo necessitava e com isso compilou os textos e redigiu de forma clara e sistemática a Lei de Deus. Assim nasceu o Pentateuco – Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio – Aqui nasce o Período Sacerdotal. 

Como o povo não tinha mais a monarquia e nem profeta para dirigi-los, o Templo com os sacerdotes eram a autoridade que eles necessitavam e a religião agora apresentada com os livros da Lei era a direção do caminho a seguir. O povo chorou diante da proclamação da Lei e o escriba diz: “Não fiqueis tristes, porque a alegria do Senhor será a vossa força”. Deus estava alegre, pois seu povo, que havia permanecido durante quarenta anos na escravidão, agora voltou e Ele pôde lhes dar um consolo e uma presença no caminho. O Senhor cuida de seu povo!

Na segunda leitura vemos o povo de Deus em outro contexto, agora mais aperfeiçoado pela revelação e num contato direto com Deus, onde Deus havia prometido: “imprimirei as minhas leis nos seus corações e as escreverei no seu espírito”. (HB 10,16)

Bem! Agora como Povo de Deus, somos configurados a Cristo pelo batismo e elevados à dignidade de filhos, somos membros do corpo de Cristo e temos uma missão e função neste corpo e cabe a cada um descobrir sua vocação e assumir a missão na edificação deste corpo que é a Igreja. Veja bem, somos o Corpo de Cristo em que Ele é a cabeça e nós os membros. Paremos um pouco! Dá-se a impressão que Cristo é a cabeça e nós, sendo o corpo, temos uma relação somente de posição… Ele lá e nós aqui. Não é assim! Jesus é todo o Corpo e nós, neste corpo, fomos enxertados como membros ativos e construímos junto com Ele o Reino de Deus para que o Pai seja Glorificado. Assim, a parte está no todo como o todo está na parte, isto é, eu estou inteirinho em Cristo como Cristo está inteirinho em mim. De outra forma podemos pensar que existe uma fagulha de Deus em mim. Não! Deus está inteirinho em mim como eu estou nele, assim o Reino de Deus já se faz presente na terra em cada pessoa batizada.

E foi isto que Jesus fez naquela sinagoga quando lendo, o profeta Isaías disse: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”. Jesus veio “para proclamar um ano da graça do Senhor”. Esta graça é Ele mesmo. Jesus é a Graça do Pai, veio estabelecer o Seu Reino. Este mundo que estava sob o domínio do Demônio desde o pecado de nossos primeiros pais e agora tem uma nova realidade marcada pela vinda do Filho de Deus, que estabelece Seu Reino e que todos os que O aceitarem e receberem o batismo serão membros de Seu corpo. É a inauguração de um novo povo. Hoje, no mundo, temos dois tipos de pessoas: os que são batizados e, portanto, filhos de Deus e os que não são batizados e são pagãos. Não podemos pensar que tudo é a mesma coisa, pois assim estaremos desfazendo de toda a missão de Jesus que veio implantar o Seu Reino e para isso insere cada batizado em seu corpo.

Você, meu irmão e minha irmã, tem a dignidade de filho de Deus, herdeiro do Céu, membro de Sua família e pode se sentar à mesa e comer e beber do Pão da Vida.

Você é feliz. Sinta…

 

Antonio ComDeus

 

3º Domingo Tempo Comum – Ano C – 2016

 

1ª Leitura – Ne 8,2-4a.5-6.8-10

Leram o Livro da Lei de Deus e explicaram seu sentido.

 

Salmo – Sl 18,8.9.10.15 (R. Jo 6,63c)

R.Vossa Lei é perfeita, ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida!

Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura.

 

2ª Leitura – 1Cor 12,12-30

Vós, todos juntos, sois o corpo de Cristo e, individualmente, sois membros desse corpo.

 

Evangelho – Lc 1,1-4;4,14-21

Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura.