Reflexão 28º Domingo Tempo Comum – Ano B – 2015

altVende tudo o que tens e segue-me!

Nossa reflexão neste final de semana é um convite a vermos quem é Jesus para nós e qual é a nossa disposição para segui-lo. Na primeira leitura vemos um lindo discurso sobre a própria Sabedoria, São Paulo vai nos dizer que a Sabedoria de Deus é Jesus – “mas nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os pagãos; mas, para os eleitos – quer judeus quer gregos -, força de Deus e sabedoria de Deus”. (1Cor 1,23-24). O povo de Israel engrandecia tanto sabedoria que chegava a dizer que ela estava ao lado de Deus personificando-a como uma pessoa – “Mas, ao lado de vós está a Sabedoria que conhece vossas obras; ela estava presente quando fizestes o mundo, ela sabe o que vos é agradável, e o que se conforma às vossas ordens”. (Sb 9,9).

Assim vemos também na carta aos Hebreus nos falando da Palavra de Deus, sabemos que a Palavra é o Verbo que se encarnou e se tornou um de nós assumindo nossa natureza. Portanto é Jesus a Sabedoria e é Jesus a Palavra. Assim podemos voltar às leituras e colocar Jesus no local das palavras sabedoria e Palavra, assim teremos outra visão da palavra anunciada pela nossa liturgia esta semana.

“Preferi a (Jesus) aos cetros e tronos […] todo o ouro do mundoé um punhado de areia […] Todos os bens me vieram com ela, pois uma riqueza incalculável está em suas mãos”.

“(Jesus) é viva, eficaze mais cortante do que qualquer espada de dois gumes.
[…]Ela julga os pensamentos e as intenções do coração.[…]Tudo está nu e descoberto aos seus olhos,e é a ela que devemos prestar contas”.

Nada pode estar acima de Jesus, nada pode tomar o lugar de Jesus em nossas vidas, nada deve ser comparado a Jesus. Ele é a “pérola preciosa” é o “tesouro escondido” das parábolas. Nossa vida dever ser totalmente entregue a ele para que com seu Espírito possa nos preparar para o Céu. E só alcançaremos a vida eterna feliz se nos deixarmos ser moldados pelo Espírito Santo que nos impulsionará a viver uma vida heroica nas virtudes, nas boas obras, na comunhão com Deus e com o próximo.

É o que vemos no evangelho. A pessoa que chegou perto de Jesus era alguém comprometido com Deus e estava a procura “do segredo” de se chegar à vida eterna. E veio falar com a pessoa certa, afinal era a única pessoa que lhe poderia dar a resposta correta. Era uma pessoa cumpridora dos mandamentos e veja bem Jesus apresentou a ele somente os mandamentos que se referem à vida vivida como próximo. Jesus nem entrou na questão de seu relacionamento com Deus. Certamente que no inicio da conversa Jesus já se declara – ‘Por que me chamas de bom? ‘Só Deus é bom, e mais ninguém”. Isto é eu sou Deus.

Jesus apresentando os mandamentos, aquela pessoa tem a ousadia de afirmar –“Mestre, tudo issotenho observado desde a minha juventude”, e Jesus não discorda isto é, aquela pessoa é realmente um cumpridor dos mandamentos. É uma pessoa boa, de bons costumes, uma pessoa honesta, cumpri realmente seus deveres na sociedade, não faz mal a ninguém, pessoa exemplar que, certamente era elogiada por todos. É um Santo. Quase!… Ainda falta alguma coisa para ser Santo. – ser desapegado de tudo – e ter somente Deus como sua segurança.

É isso que vemos em nossas igrejas pessoas que seguem a Jesus, mas que a segurança material está lhe dando “razões” para ter fé e seguir. Sou de Deus e participo de minha Igreja, mas a minha conta bancária me dá segurança. Quando algo acontece na vida da pessoa ela se desespera e fica correndo atrás de Jesus ou de outras “coisas” para solucionar o problema ou pelo menos ficar livre dele.

Quando Jesus fala “Como é difícil para os ricos entrar no Reino de Deus!” os Apóstolos dizem: “Então, quem pode ser salvo?”. Mas que riqueza é esta os Apóstolos eram pobres. Então Jesus não está falando somente de posse de bens, mas de colocar sua segurança nos bens e não em Jesus. Assim temos muito pobres –ricos, muitos de vida confortável – ricos, muitos ricos – ricos.

Quem entregar suas vidas despojadas ao Senhor terá a garantia da vida eterna e somente da vida eterna. “receberá cem vezes mais agora, durante esta vida […] com perseguições -e, no mundo futuro, a vida eterna”.

Mas o que mais poderíamos querer?

Antonio ComDeus

 

28º Domingo Tempo Comum – Ano B – 2015

 

1ª Leitura – Sb 7,7-11

Em comparação com a Sabedoria julguei sem valor a riqueza.

 

Salmo – Sl 89,12-13.14-15.16-17 (R.Cf. 14)

R. Saciai-nos, ó Senhor, com vosso amor, e exultaremos de alegria!

2ª Leitura – Hb 4,12-13

A Palavra de Deus julga os pensamentos e as intenções do coração.

 

Evangelho – Mc 10,17-30

Vende tudo o que tens e segue-me!