Reflexão 18º Domingo Tempo Comum – Ano B – 2015

alt

“Vendo isto, Tiago e João disseram: Senhor, queres que mandemos que desça fogo do céu e os consuma?”. (Lc 9,54). Essa é muitas vezes a nossa reação diante de certas situações que a vida nos apresenta e muitas vezes levados pelo nosso temperamento queremos que desça fogo do céu e acabe com todas as situações de injustiça que acontece conosco, com pessoas que amamos e até com quem não conhecemos, mas somos solidários diante de situações que causam o mal. Assim, vemos o povo de Israel a reclamar das situações em que estão passando e vemos o papel de Moisés juntamente com Deus a suportar as reclamações e favorecer o povo em suas necessidades. Muitos vivem como os pagãos, cuja inteligência os leva para o nada”. Não percebem os caminhos de Deus que conduz cada um de nós a santidade e nos prepara para um encontro eterno no amor.

Esses dias um amigo fazendo uma pregação nos disse: que sua neta (dois anos) viu a vó fazendo bolinhos, com o forno ligado e queria colocar as mãos no vidro do forno e sua vó, certamente, não permitiu ao que a menina fez a maior birra, pois, na verdade, estava “querendo” queimar as mãos. Isto muitas vezes acontece conosco, Deus quer nos livrar de problemas e situações e choramos esperneamos por que queremos que Deus faça a nossa vontade e esquecemos que Ele vê o que para nós seria o melhor e mais producente. Muitas vezes procuramos a Deus pelo que Ele pode nos dar e não pelo que Ele é.

Assim vemos o povo que correu atrás de Jesus movido pelo pão que os alimentou, mas Jesus quer mostrar um pão muito maior e pleno “Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede”. Muitas vezes vemos pessoas que caminham com o Senhor, mas tem uma vida segura em seus bens e trabalho, na verdade onde está sua confiança? Bem. Muitas vezes o Senhor permite “algumas” tribulações para que possamos exercitar nossa fé e percebermos que Ele sempre está acima de tudo. Receber o Pão Eucarístico é fácil, mas ter uma relação pessoal com Jesus ao ponto de que tudo, tudo mesmo, o que acontece em nossa vida vem da parte d’Ele para o meu crescimento e é caminho de salvação, não é fácil. Assim é feito os filhos de Deus, os santos que Deus deseja no Céu. E tenhamos a consciência que é Deus que faz o santo, é Ele que santifica, é Ele que realiza conforme sua vontade na vida daqueles que se abrem ao seu amor. Comer a carne de Jesus e beber seu sangue é ser um com Ele, é ser conformado n’Ele, é ser Jesus diante dos homens, com seus gestos, palavras, pensamentos… Ó, quanto é difícil caminhar assim. É quase impossível, mesmo sabendo que é Ele que faz a obra, mas somos tão pecadores que nos damos a Cristo e logo tomamos de volta e fazemos as coisas segundo nossos desejos.

Senhor nos converta, mude-nos, tende piedade de nós. Cremos, mais aumentai a nossa fé.

Antonio ComDeus

 

18º Domingo Tempo Comum

 

1ª Leitura – Ex 16,2-4.12-15

Eu farei chover para vós o pão do céu.

 

Salmo – Sl 77,3.4bc.23-24.25.54 (R. 24b)

R. O Senhor deu a comer o pão do céu.


2ª Leitura – Ef 4,17.20-24

Revesti o homem novo, criado à imagem de Deus.

 

Evangelho – Jo 6,24-35

Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede.