Reflexão Ascensão do Senhor Páscoa – 2015

alt

“Unigenitus DeiFilius, suaedivinitatisvolens nos esse participes, naturamnostramassumpsit, ut homines deosfaceretfactushomo. O Filho Unigênito de Deus, querendo-nos participantes de sua divindade, assumiu nossa natureza para que aquele que se fez homem dos homens fizesse deuses”. (CEC 460 – Santo Tomás de Aquino).

Assim é a missão de Jesus de resgatar o homem que estava destinado ao inferno por causa do rompimento com Deus e torná-lo participante das coisas divinas. Por isso que o Verbo aniquila-se de sua condição divina e se faz um conosco. “Ele tinha a condição divina, e não considerou o ser igual a Deus como algo a que se apegar ciosamente. Mas esvaziou-se a si mesmo, assumiu a condição de servo, tomando a semelhança humana. E, achado em figura de homem, humilhou-se e foi obediente até a morte, e morte de cruz!”. (Fl 2,5-8). Quão imenso é este amor. Alguém pode compreender um amor assim? Deus se fez homem, o Onipotente se limita em um corpo; o Onipresente delimitado no tempo e espaço; o Todo Poderoso a mercê de sua criatura; o Criador agora se faz homem e se torna criatura. Mas o mais espetacular desta obra de Deus é que o verbo desceu e se fez homem e subiu ao Céu como homem fazendo do homem uma divindade, hoje temos um homem-Deus andando no Céu. Nossa raça humana que estava destinada ao inferno agora está à direita do Pai. Graças à misericórdia do Pai que nos deu seu filho para nos resgatar da perdição eterna.

Por isso que celebrar a Ascenção do Senhor é celebrar a exaltação da raça humana ao grau da divindade. Não que seremos um deus, mas que estando plenamente imerso em Deus seremos um com Ele. Estaremos plenamente no Amor por toda eternidade, o tempo não haverá, as preocupações não existirá e nada poderá perturbar onde somente haverá o Amor infinito. Jesus ao subir ao Céu concede a humanidade um prêmio que não podemos imaginar sua grandeza.

Mas sua obra ainda não terminou, ainda falta o acabamento, que acontecerá na Parusia quando Jesus voltar para retirar o mal de toda a criação e restituir a condição deste mundo ao estado original. O Demônio que foi vencido pela morte e ressurreição será expulso do mundo material e confinado no inferno. Quando Jesus voltar será a glória, onde todos aqueles que combateram um bom combate (II Tim 4,7) ressuscitarão em um corpo de glória e tendo Jesus à frente serão dados em oferta do filho ao Pai como fruto de sua missão. (Ap 19 – 21).

O que devemos fazer depois de tudo o que Jesus fez? Qual deverá ser a nossa resposta? Será que ainda podemos viver imerso no mundo como se aqui fosse à razão de viver? Será que o apego às coisas materiais é resposta a Jesus? Será que viver um cristianismo disfarçado, manco, por estarmos contaminado com as coisas do mundo nos levará a glória conquistada por Jesus? Novelas anticristã, pagã; modas vulgares; busca de prazeres do mundo que contamina e afasta de Deus; Pensamentos anticristãos; Materialismo, relativismos, hedonismo, indiferentismo e tantas outras coisas que os cristãos fazem como se fossem normais. Quantas coisas de ruins que vemos na sociedade e muitas coisas são praticadas por Católicos. É penoso ver os pais colocando cama de casal no quarto do filho para que possa dormir com a namorada; é penoso os pais aconselhar as filhas a levar preservativo quando vão as baladas; é penoso ver as meninas ficarem com mais de um rapaz em uma balada e muitas vezes se engravidarem sem saber que é o pai. E muitos se dizem católicos. Mas como? Não entenderam o sacrifício da Cruz; não conhecem o amor de Deus? Que pena! Necessitamos muito de passar por uma experiência com o Senhor e manter essa experiência no caminho de nossas vidas por que muitos que passaram por ela foram negligentes em seus atos e desviaram da fé e se contaminaram,alguns desprezaram e naufragaram na fé”,(ITim 1, 19)são católicos disfarçados – lobos vestidos de cordeiros. Que pena!“Quem não crer será condenado”.

“Senhor, vós que subistes aos Céus e elevastes a nossa raça humana, derrame sobre a humanidade as generosas graças e resgates aqueles que ainda não se decidiram radicalmente por Ti”.

Antonio ComDeus

 

Ascensão do Senhor Páscoa

 

1ª Leitura – At 1,1-11

Jesus foi levado aos céus, à vista deles.

 

Salmo – Sl 46,2-3.6-7.8-9 (R.6)

R. Por entre aclamações Deus se elevou, o Senhor subiu ao toque da trombeta.

 

2ª Leitura – Ef 1,17-23

E o fez sentar-se à sua direita nos céus

 

Evangelho – Mc 16,15-20

Foi levado ao céu e sentou-se à direita de Deus