Reflexão 1º Domingo da Quaresma Ano B – 2015

alt

Começamos o Tempo Quaresmal, tempo de reflexão, meditação, penitência. Tempo forte de graças que são derramadas por Deus àqueles que se doarem intensamente a todo este mistério de Jesus que celebramos neste Tempo. Todos os atos de Jesus são de valor eterno e podemos viver cada ato de Jesus no hoje de nossa história, por isso que celebramos o Tempo Litúrgico em nossa Igreja que deseja contemplar todos os mistérios de Jesus dentro de um ano de celebrações e atividades. Por isso que temos que nos dedicar neste tempo e intensificar nossos momentos de: oração, esmola e jejuns. Estes são os três aspectos que devemos exercitar conforme o evangelho de São Mateus (Mt 6, 1-18) – Oração Pessoal. Esmola e Penitência. Façamos, nesta quaresma nossos propósitos. Coloque-se em oração e faça alguns propósitos, faça uma lista contemplando penitências nas três áreas que Jesus nos aponta. Certamente terá grandes motivos para celebrar a Páscoa do Senhor.

Olhando para a primeira leitura vemos Deus desanimado com sua criação, mas nem tudo estava perdido. A estória do Dilúvio é uma forma de mostrar como Deus ama os homens e quer sua salvação e seu retorno ao seu criador. E São Pedro mostrando o que representa o dilúvio em analogia ao Batismo do Senhor, Batismo que nos configura a Cristo e nos dá a condição de vivermos esta vida nova conquistada por Cristo que nos justifica e nos livra da morte eterna. Mas nesta leitura vemos também São Pedro nos dando um ensinamento sobre o Purgatório –“No Espírito, ele foi também pregar aos espíritos na prisão” – Somente Jesus é o Caminho a Verdade e a Vida, então todos os que morreram antes de Jesus estavam presos, acorrentados por Satanás e Jesus depois de sua ressurreição foi até aos aprisionados e libertou aqueles que eram merecedores de salvação. Mas também São Pedro nos mostra que entre os Anjos existe uma hierarquia. Estes ensinamentos são de fundamental valor em nossa doutrina.

No Evangelho vemos que o Espírito levou Jesus ao deserto e ali Ele foi tentado, vivia entre animais selvagens e os Anjos o serviam. Vamos estabelecer um paralelo entre esta situação de Jesus e a nossa vida. Estamos neste mundo que é o “deserto” e como deserto não tem nada que nos possa satisfazer e nos dar “A Vida” e aqui estamos a mercê do Demônio que busca nos perder com as tentações que o mundo nos oferece, aqui temos animais selvagens que são aqueles que vivem somente para fazer mal e destruir a paz e a harmonia em nossa sociedade. E isso demora um tempo – quarenta dias – que é a nossa passagem por este mundo. E como Jesus foi servido pelos Anjos, hoje temos a graça de Deus que se manifesta naqueles que O buscam e também, certamente com a presença dos Anjos que nos acompanham.

Pois bem, temos que seguir a Palavra de Jesus – “Convertei-vos e crede no Evangelho!” – Este é nosso desafio, crer somente no Senhor e buscar a conversão a cada dia. Não podemos nos esquecer de que somos pecadores e que podemos cometer qualquer tipo de pecados, por isso não podemos confiar em nossas forças, mas somente em Jesus e que devemos estar sempre de alerta, pois o pecado bate a nossa porta quando menos esperamos. Jesus nos orienta – Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca”. (Mt 26, 41).

Nesta Quaresma temos mais uma oportunidade de nos aproximarmos da santidade de Deus, pois Ele nos chama a purificar-nos de nossos pecados e aproximarmos da Luz e sermos conformados à forma celestial do nosso representante no Céu – O Homem Jesus.

Santa Quaresma.

Antonio ComDeus

 

 

1º Domingo Quaresma – ANO B – 2015

 

1ª Leitura – Gn9,8-15

Aliança de Deus com Noé, salvo das águas do dilúvio.

 

Salmo – Sl 24,4bc-5ab.6-7bc.8-9 (R. cf. 10)

R. Verdade e amor, são os caminhos do Senhor.

 

2ª Leitura – 1Pd 3,18-22

O Batismo agora vos salva.

 

Evangelho – Mc 1,12-15

Foi tentado por Satanás, e os anjos o serviam.