Reflexão 3º Domingo do Tempo Comum Ano B – 2015

alt

A ordem de Jesus é muito clara – “Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!”. Primeiramente o Reino de Deus está próximo, mas que Reino é este? Em outra tradução irá dizer-nos que o Reino de Deus está no meio de nós. Jesus é o Reino de Deus, é d’Ele que temos que fazer parte como membros de seu corpo e está próximo por que o Senhor veio e realizou sua obra de salvação na qual Ele é o Caminho, verdade e vida. Para isso somos convidados a nos converter-nos, isto quer dizer que não basta saber que Ele é o Senhor, mas que devemos mudar nosso jeito de ser e nos colocarmos em um processo de mudança que irá durar toda a nossa vida, oxalá em nossa morte estejamos prontos para entrar definitivamente neste Reino Eterno. Não podemos esquecer que somos pecadores e concupiscentes e que na mesma hora que estamos orando, participando da missa, dos sacramentos estamos cometendo pecados e negando toda a nossa fé. Quantas vezes cometemos pecados que ficamos abismados com nossa baixeza e perplexo com nossa volúpia, muitas vezes surpreendemos a nós mesmos. Assim não podemos confiar em nós, temos que colocar nossa confiança no Senhor e esperar somente d’Ele a força para superarmos nossas próprias fraquezas.

Por isso que devemos viver neste mundo como se nada tivesse valor, ou somente colocar valor nas coisas que nos promove a Salvação. Este mundo passa, a vida é curta, os mais privilegiados vivem pouco mais de cem anos e na maioria quando chegam à velhice ficam tomados de doenças, limitações, moribundos, cerceados de toda a espécie de problemas. Mas a maioria do povo não quer enxergar essa realidade e vivem como se isso não fizesse parte da vida.

A segunda leitura nos fala – “o tempo está abreviado”, isto é: Jesus já veio realizou sua obra e agora a qualquer momento Ele pode voltar para colocar o fim nesta situação de pecado sobre a face da terra. Acordemos da sonolência anestésica do pecado.

Mas este mesmo Jesus que veio implantar seu Reino quer contar com seu povo para que este Reino aconteça, por isso chamou os Apóstolos, os discípulos e hoje chama a cada um de nós a fazer parte deste exército de homens e mulheres como testemunhas deste Reino e que vivem, pregam, anunciam com a própria vida que vale a pena viver neste mundo com os olhos fixos na eternidade, afinal este deve ser nosso objetivo maior.

Como anunciador das verdades de Deus vemos Jonas indo, contra gosto, a Nínive anunciar a destruição caso não se convertesse. Bem Nínive era terra estrangeira não pertencia ao povo de Israel, povo escolhido. Mas, Deus manda o profeta anunciar uma destruição a um povo que não adorava esse Deus. O profeta empurrado por Deus vai até lá, anuncia. O povo converte e Deus tem misericórdia e não causa dano a este povo. O que podemos entender deste episódio? Primeiramente Deus nos manda anunciar o evangelho a lugares e pessoas que jamais poderíamos pensar. Muitas vezes temos o propósito de falar das coisas de Deus para quem está na caminhada, isto não tem valor algum, mas Deus irá colocar situações das mais diversas para sermos testemunhas de Jesus, isso terá valor. Outro ponto importante é que Deus não pertence a um povo, mas todos são chamados a conhecer a verdade e Deus quer a conversão de todos nem se for por ameaça Ele quer a conversão e a salvação de todos os seus filhos.

Devemos viver com os pés na terra e o coração no Céu. Para que nossos passos sejam as marcas do amor eterno de Deus como sinal para que nossos irmãos possam seguir o caminho do Céu.

 

Antonio ComDeus

 

3º Domingo Tempo Comum Ano B – 2015

 

1ª Leitura –Jn 3,1-5.10

Os ninivitas afastavam-se do mau caminho

 

Salmo – Sl 24,4ab-5ab.6-7bc.8-9 (R. 4a.5a)

R. Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, vossa verdade me oriente e me conduza!

2ª Leitura – 1Cor 7,29-31

A figura deste mundo passa

 

Evangelho – Mc 1,14-20

Convertei-vos e crede no Evangelho!