Solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

altFazei o que Ele vos disser!

Este final de semana nós celebramos uma grande festa. Esta pessoa que foi enriquecida por Deus em sua concepção para realizar a maior missão que um ser humano poderia realizar – gerar o Filho de Deus. Não existe um ser humano com tamanha participação na glória de Deus, somente Maria recebeu de Deus tamanha graça, esta mulher é o protótipo do ser humano perfeito é o que todos deveríamos ser se não tivéssemos pecado. Maria, verdadeiramente é a representante da raça humana.

Quando olhamos para a festa de Caná podemos perguntar – Qual o sentido desta festa? Por que Jesus transformou água em vinho, sendo que a festa já estava quase no final? Por que Jesus chamou Maria de Mulher e não de Mãe? Temos que partir do sentido em que o hagiógrafo escreveu a Sagrada Escritura. 

A palavra Evangelho quer dizer Boa Nova e este é o sentido de todos os textos da Escritura – levar a mensagem de Jesus, então tudo o que está na Escritura temos que “retirar” o sentido de mensagem e ensinamento para a nossa Igreja e nossa vida.

A Festa de Caná representa, na verdade a presença de Deus no mundo, feito homem é sua visita na terra, isto é uma festa. Nesta festa o vinho já está acabando, este vinho feito de uvas de velhas parreiras já não serve mais e a alegria do povo está se transformando em tristeza. O povo está desanimado e não sabem mais o que fazer e não tem ninguém que pode socorrer este povo, afinal foi o homem que rompeu com Deus no pecado e agora o ser humano tem que recorrer a Deus para salvá-lo, mas quem de nossa raça que é santo o suficiente para clamar a Deus a salvação? (um vinho novo). Somente Maria pode representar a humanidade toda e clamar a Deus uma nova vida para este povo, ela é a única “toda santa” (Panhaguia), nela nada falta, é plena do Espírito Santo desde sua concepção, sempre foi assistida plenamente pelo Espírito. Somente Maria poderia clamar a Deus uma nova oportunidade para a humanidade. E foi neste clamor que Maria aproxima de seu filho e diz: “Eles não tem mais vinho”, Ela diz “Eles” por que para ela não falta este vinho ela é “cheia de graça”. Neste momento Jesus a chama de “Mulher” por que Jesus não está falando com sua Mãe, mas com a representante da Humanidade. Veja bem! O pecado entrou no mundo por uma ação livre do homem que rompeu com Deus, Deus tomou a iniciativa de enviar seu filho, mas jamais iria salvar o homem sem que este pedisse objetivamente a salvação. Deus toma a iniciativa de salvar, mas é o ser humano que tem que pedir, e como em nossa raça não existe ninguém santo o suficiente de aproximar de Deus e clamar, Deus toma a iniciativa e cria uma mulher sem pecado para que esta pudesse ser a representante dos homens e clamar pela salvação.

Jesus diz: “Minha hora não chegou”. Certamente, por que sua hora só pode chegar quando o homem pedir a salvação e isto é papel de Maria.

Esta Mãe que foi assunta ao Céu de corpo e alma participa de forma inimaginável da glória de Deus e continua clamando a Deus por um vinho novo para nossa humanidade por isso que Maria se apresenta em cada país com a cara do povo, da raça predominante por que a Mãe quer que seus filhos a veja como igual e que comunga de seus problemas, dificuldades e sofre com seus sofrimentos e reza por eles como uma mãe reza pelos seus filhos. Por isso que no Brasil temos nossa Mãe Negra que está em comunhão com os pobres, os famintos, os desfigurados pela ação degradante dos poderosos e olha, compadece de todos os que sofrem e passam necessidades.

Por isso que temos que clamar: “Mãe Aparecida proteja o Brasil e não deixe que certos sistemas venham retirar a liberdade do povo. Socorre-nos, Mãe”.

Antonio Castro – COMDEUS

 

Solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

 

1ª Leitura – Est 5,1b-2; 7,2b-3

Concede-me a vida do meu povo – eis o meu desejo!

 

Salmo – Sl 44(45),11-12a.12b-13.14-15a.15b-16 (R. 11.12a)

R. Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: que o Rei se encante com vossa beleza!

 

2ª Leitura – Ap 12,1.5.13a.15-16a

Um grande sinal apareceu no céu.

 

Evangelho – Jo 2,1-11

Fazei o que ele vos disser.