2º Domingo do Tempo Comum

alt

Entramos no tempo comum e neste período refletimos na liturgia sobre os feitos de Jesus, suas pregações, ensino e milagres é o anúncio do evangelho, é a boa nova que chega a nós e com ela a revelação dos mistérios de Deus. Possamos, nós, saborear as maravilhas de Deus neste período tão caro de nossa liturgia. Muitas vezes nossos irmãos não dão tanta importância ao tempo comum pelo termo “Comum”, mas não, é tempo de ensino reflexão sobre os feitos de Jesus.

Vemos Isaias anunciando “eu te farei luz das nações, para que minha salvação

chegue até aos confins da terra”. Esta é a grande promessa “A Salvação” que

 

 seria realizada pelas mãos do próprio Senhor – “Tu és o meu Servo, Israel, em quem serei glorificado” – Essa glória se manifestou no Filho de Deus que se uniu a nós em nossa natureza humana para nos resgatar da morte eterna.  E com essa manifestação temos o grande testemunho de João este é o “Cartão de Visita” de Deus, aquele que apresenta o Salvador ao mundo e ao mesmo tempo, como representante de todo o Antigo Testamento entrega a Jesus toda a herança dos profetas.
2ª Leitura – 1Cor 1,1-3

 

São palavras de grande força “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”, palavras que exprimem sua missão, mas que não representava a expectativa de Israel, eles ainda não haviam entendido a promessa de Deus e esperavam um líder revolucionário que os libertasse das mãos de seus opressores. Mas a mensagem de João é clara – Ele tira o Pecado – Este é o problema do mundo, esta é a razão de nossa infelicidade, é por causa do pecado que o mal assola o mundo, esta será a causa de nossa alegria e seremos felizes ao seu lado. E neste testemunho João proclama quem é este homem – “Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!”. Diante das experiências, de João, que recebeu de Deus ordens do que deveria fazer e a quem esperar e diante da teofania manifestada do Batismo de Jesus não existia dúvidas em seu coração. Imaginemos o momento em que Jesus foi batizado e João presenciar: a voz do Pai, a presença operante do Espírito Santo em forma de Pomba e aquele homem diante dele. Certamente João exultou de alegria e regozijou com o Céu que tocava a terra.

E essa promessa se realizou para que todos pudessem participar desta mesma glória “aos que foram santificados em Cristo Jesus, chamados a ser santos”. Precisamos nos desprender das coisas do mundo, o mundo nos amarra, somos bombardeados com as coisas do mundo, ninguém tem tempo, é uma correria, a tecnologia nos afoga, perdemos muito tempo com as coisas do mundo e não deixamos manifestar em nossa vida as glórias de Deus, que foi reservada para cada um de nós. Necessitamos equalizar melhor nosso dia e determinar nossas prioridades de forma que Deus tenha espaço. Não podemos ser negligentes ao ponto de não darmos tempo ao Senhor, que é o mais importante de nossa vida – nossa Salvação. Não basta saber que Jesus nos salva e que nos dá a vida eterna, não basta sermos bons e não fazer nada de errado. Muitas vezes as pessoas se acomodam pensando: Não cometo pecado grave; estou e dia com os sacramentos; e vou à missa todos os domingos e até durante a semana; então estou em Paz. Mas isso não basta. O Senhor não fez toda a sua missão para dar coisas a nós, mas para nos conquistar em sua amizade, para sermos um com Ele no amor. Toda a realização da missão de Jesus deve sempre gerar em nós uma insatisfação, a ponto de não nos contentarmos com o que temos ou com o que já experimentamos das coisas espirituais, mas a sede de sempre querer mais e a dedicação de aproximar mais e mais do Reino de Deus que está no meio de nós.

Somos chamados a conhecer o Céu aqui na terra e João nos dá todas as informações para caminharmos nesta estrada. “Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer, este é quem batiza com o Espírito Santo”. Jesus é o Batizado e nós recebemos este Espírito em nosso batismo. Clamemos “Vinde Espírito Santo enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso amor”.

 

Antonio ComDeus

 

 

 

2º DOMINGO Tempo Comum

1ª Leitura – Is 49,3.5-6

Farei de ti a luz das nações para que sejas minha salvação.

 

Salmo – Sl 39,2.4ab.7-8a.8b-9.10 (R.8a.9a)

R. Eu disse: Eis que venho, Senhor, com prazer faço a vossa vontade.!


A vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus!

 

Evangelho – Jo 1,29-34

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.