Reflexão Cristo Rei 2013

alt

­­Estamos encerrando nosso Ano Litúrgico e, como sempre, celebramos Cristo o Rei do Universo. O fechamento do ano litúrgico com esta celebração é para concluir todas as celebrações do ano, desde a espera do salvador no Natal e toda a realização de sua missão, até a redenção da humanidade em sua morte e ressurreição. E diante de todo esse mistério celebrado durante o ano, fechamos o tempo litúrgico proclamando Jesus como o Rei do Universo. Primeiramente por que Ele é Rei e por que é Rei de todo o mundo criado visível e invisível.

“Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Senhor”. (Fil 2, 9-11). O termo Senhor no Latim é Dominus que significa “Dono”. Então Jesus é o “dono” de todo o universo e todos, sem exceção, irão dobrar os joelhos diante de sua majestade, nem que seja no inferno irão dobrar. Todos os seus inimigos serão derrotados e se dobrarão diante do Rei da Glória, pois tudo foi dado ao Filho por sua obediência e realização da missão confiada pelo Pai. Então, estamos em festa, nosso Rei está reinando e feliz de quem se coloca sob seu reinado.

Meditando sobre o hino de colossenses vemos a comunidade Paulina já proclamando sua profissão de fé, já no início da Igreja, cantando as verdades reveladas onde mostra muito bem que é Jesus. Leia novamente e várias vezes a segunda leitura e veja as verdades reveladas: Participar da herança dos santos; reino de seu filho amado; redenção e perdão dos pecados; Imagem do Deus invisível; primogênito de toda a criação; Tudo foi criado para ele; Existe antes de todas as coisas e tudo existe n’Ele; Cabeça da Igreja; tem primazia em tudo; reconciliou tudo. Essas verdades proclamadas pelos Apóstolos, já no início da Igreja, vão desembocar na profissão de fé que temos hoje.

Portanto, vivamos nessa alegria. A obra de Deus foi realizada em nosso meio pelo seu amor para conosco e somos os mais felizes de todas as criaturas. Recebemos esta revelação por uma vontade livre daquele que nos criou. Neste sentido, estou me referindo a você, Católico Apostólico Romano, que foi chamado por Deus, isto é, escolhido por Ele para ser Católico e participar de toda a verdade revelada. Não pense que você é católico por acaso ou por que sua família é Católica, mas por que Deus te chamou a ser. Ser Católico é uma vocação, um chamado. Portanto não despreze sua vocação. Nós Católicos somos o “Povo Santo de Deus”; somos filhos; herdeiros; e membros da verdadeira Igreja instituída pelo Senhor Jesus. E responsáveis pela evangelização dos povos na implantação do Reino de Deus no mundo. Isto somos nós.

Então, comemoremos com toda intensidade, a festa de nosso Rei.

Antonio ComDeus

 

34º Domingo

Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo

 

1ª Leitura – 2Sm 5,1-3

Eles ungiram Davi como rei de Israel.

 

Salmo – 121,1-2.4-5 (R. Cf.1)

R.Quanta alegria e felicidade: vamos à casa do Senhor!


2ª Leitura – Cl 1,12-20

Recebeu-nos no reino de seu Filho amado.

 

Evangelho – Lc 23,35-43

Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reinado.