Reflexão 27º Domingo do Tempo Comum 2013

 

altEsta semana, somos convidados, a refletir sobre a FÉ e sobre a utilidade do discípulo do Senhor. Na primeira leitura vemos Habacuc em meio ao grande problema em que os homens estão se afastando de Deus, ele vê as iniquidades e pede socorro a Deus que responde prontamente e ainda manda divulgar sua Palavra ao povo e que vai por um fim a esta situação e manda esperar, pois o tempo de Deus não é o nosso, mas já dá um caminho a ser seguido: … o justo viverá por sua fé”. O que é a Fé? De onde procede? Como é que temos fé? E como proceder diante dela?

 

A Fé é um Dom que Deus nos dá, ela faz parte das virtudes teologais – Fé, Esperança e Caridade. Estes dons são dados por Deus para nos capacitar a ir a Ele e termos uma relação de amor com o Senhor. Então, são capacidades que recebemos, para nos relacionarmos com as coisas do Céu. Sendo um dom recebemos de graça como uma semente plantada em nosso coração, esta semente deve ser irrigada, cultivada, impulsionada, por nós, em nossa caminhada diária, para que ela cresça, mas também devemos clamar a Deus que aumente nossa fé, sendo uma graça dependemos de Deus para que ela cresça a cada dia, por isso que os Apóstolos clamam ao Senhor que aumente sua fé. Certamente que a resposta de Jesus, aparentemente não é muito agradável, pois se “tivermos fé do tamanho de um grão de mostarda”, sabemos que é a menor de todas as sementes. Na verdade não importa o tamanho de nossa fé, o que importa é que, mesmo que seja pequena, deve ser irrigada, tratada com todo carinho e impulsionada nas atividades da vida, pois sua missão é sempre uma grande obra de amor a Deus.

 

Neste sentido devemos ver a relação da fé com o servo. Primeiramente Jesus não está dizendo que o servo é inútil, mas que o verdadeiro servo sempre se achará inútil, pois sempre irá ver que poderia fazer melhor. Em nossa comunidade, eu sempre digo, que o melhor está à nossa frente, é aquilo que ainda não fiz ou que posso fazer melhor o que já fiz. Mas isso o servo só irá ver se tiver fé em seu Senhor. É na intensidade com que se dedica ao serviço de Deus que faz a fé crescer e a dedicação ao serviço é fruto da intensidade de sua fé. Portanto só serve a Deus pela fé e o crescimento da fé é pelo serviço dedicado a Deus.

 

É bom vermos que o Senhor não deve favores ao servo, mas a dignidade da utilidade do servo já é para este um sinal de reconhecimento de seu Senhor e mérito, pois nada melhor que ser útil a Deus.

 

Você se considera útil a Deus em seu plano de Salvação?

 

Oremos: “Senhor, Eu creio, mas aumentai a minha fé!”.

 

Antonio ComDeus

 

 

27º DOMINGO Tempo Comum

 

1ª Leitura – Hab 1,2-3; 2,2-4

O justo viverá por sua fé.


Salmo – Sl 94,1-2.6-7.8-9 (R. 8)

R. Não fecheis o coração, ouví, hoje, a voz de Deus!

2ª Leitura – 2Tm 1,6-8.13-14

Não te envergonhes de dar testemunho de Nosso Senhor.

 

Evangelho – Lc 17,5-10

Se vós tivésseis fé.