Reflexão 15º Domingo do Tempo Comum 2013

 altJá no Antigo Testamento o Senhor já dá ao seu povo normas de vida que não é impossível de cumprir. Ele não exige nada além do que já nos deu condição para cumpri-la, “Tudo está em sua boca e em seu coração”. Nada está longe ou com dificuldades de alcançar. Deus faz de tudo para que nos aproximemos dele e permaneçamos em seu amor, disputa reinos, enviou seu filho, nos deu seu primogênito, nos acaricia com todas as graças e nos pede – siga meus passos, viva em meu amor, seja como eu viva na misericórdia, mas muitas vezes preferimos viver nas leis do mundo, na busca de prazeres, de poder procurando ser maior que os outros ou ter pessoas sob nosso poder.

 

Muitas vezes ficamos presos nas leis que o mundo cria e nos colocamos dentro do quadrado de uma vida limitada por conceitos mesquinhos, egocêntricos em que só são aceitas as pessoas que se enquadram dentro dos parâmetros que determinamos e vivemos neste mundinho imundo e fazemos dos outros objetos de consumo e quando estão aos bagaços abandonamos no lixo do mundo e partimos pra outros lados.

Mas o que é que o Senhor nos fala? Amor ao próximo? Misericórdia? Mas o que é isso? Senão se abandonar numa vida de serviço ao próximo e de se colocar no amor de Deus? Vemos no evangelho que diante da necessidade daquela pessoa machucada passa um sacerdote, um Levita e não se importa com a pessoa ferida, mas por quê? Por que eles estavam presos na lei. Lei do puro e impuro. Lei que tinha sido inventada pelos homens para poder manipular o povo e ter domínio sobre eles. Mas quando passa um Samaritano, que não estava sob o peso desta lei, se coloca ao lado do moribundo e é para ele sinal de salvação. Assim quem é seu próximo? É aquele que necessita de sua ajuda neste momento, e a todo o momento haverá alguém que precise que seja o próximo dela. Assim o Senhor nos fala que a única lei que devemos seguir sem medo de errar é o AMOR, não o amor deste mundo que é egoísta, egocentrista, mas o amor doação, o amor de Deus, e para isso devemos seguir o sopro do Espírito Santo. Viver no Espírito é tê-lo como Mestre de sua vida e em tudo consultá-lo, seguir seus passos e estar em comunhão a todo o momento em uma vida de oração sem cessar, por que “tudo está em sua boca e em seu coração”. Nada é tão difícil, basta jogarmos no time certo. Muita gente quer marcar gol estando no time errado, só vai dar problema e o buraco aumenta a cada dia.

“Ame a faças o que quiseres”. Isto é viva na intimidade com o Espírito Santo e faça o que Ele quiser.

Só assim é feliz.

 

Antonio ComDeus

 

15º DOMINGO Tempo Comum

1ª Leitura – Dt 30,10-14

Esta palavra está bem ao teu alcance, para que a possas cumprir.

 

Salmo – Sl 68,14.17.30-31.33-34.36ab.37 (R.cf.33)

R.Humildes, vede isto e alegrai-vos!

 

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses 1,15-20

Tudo foi criado por meio dele e para ele.

 

Evangelho – Lc 10,25-37

E quem é o meu próximo?