Reflexão 26º Domingo do Tempo Comum

alt

Moisés tem uma moção de Deus e exclama: “Quem dera que todo o povo do Senhor fosse profeta, e que o Senhor lhe concedesse o seu espírito!”. Como podemos sentir o coração deste grande homem de Deus? O que será que passava pela sua mente e em seu coração? De desejar um mundo onde todos os homens estivessem em comunhão com Deus e pudessem falar com Ele na intimidade e proclamar em Seu nome na força de seu Espírito? Somente um homem cheio do Espírito poderia ter esse desejo. Temos que ver que naquele tempo o povo não tinha o Espírito Santo e este agia nos profetas como uma força de Deus, mas também não habitava no profeta como num templo como hoje acontece em nós. 

Assim vemos que a aspiração de Moisés vai acontecer 13 séculos depois em Jesus e com a vinda do Espírito Santo. Para um homem, como Moisés, que sente a graça e a revelação de Deus para dirigir o povo, medita em seu coração às maravilhas do Reino implantado no meio do Povo. Certamente sonha, regozija e se deleita no amor de Deus na esperança de que isso aconteça é o desejo do santo.

Mas tudo isso aconteceu. Jesus redimiu a humanidade, enviou seu Espírito, fez presença no coração do homem, elevou a humanidade a um grau que não lhe compete, somente pela graça e por um amor incondicional. Deixou tudo da forma que inspirou Moisés e talvez mais ainda que Moisés não pensasse. Afinal Deus sempre surpreende seus filhos. Mas mesmo com tudo isso os homens não se dão conta do que tem em mãos e se deterioram nos prazeres e na busca dos bens de forma desordenada numa ganância tão violenta que matam o próximo e nesta luta selvagem fazem do mundo algo insignificante e dentro de sua mediocridade anulam o plano de Deus e massacram a pessoa do Espírito Santo do qual são templo.

Temos que perceber que “os ricos” que Tiago menciona têm duas vertentes. Os ricos financeiramente que tem o compromisso com Deus de ser formador de opinião na sociedade e direcionar a economia da sociedade zelando pelo bem comum e isto é uma vocação e uma missão daqueles que são chamados para tal função no plano de Deus e de outro lado aqueles que são ricos dentro de seu coração onde Deus não ocupa espaço e busca viver na soberba, orgulho procurando ser seu próprio deus em todas as suas atitudes, vive uma vida de mesquinharia fazendo do outro algo que possa sugar e descartar quando lhe interessa, é este mundo relativista, hedonista, capitalista que geram filhos deformados e destinados a perdição.

Por isso que Jesus diz no evangelho que quem soma comigo mesmo que não me conheça, mas dirige sua vida na busca do bem e procura sempre agir com reta intenção em fazer o bem e evitar o mal, este é do meu povo. Portanto podemos encontrar no mundo pessoas que nem conhece a revelação do Pai, mas pela vida natural conseguiram perceber que o bem é a única razão de viver e se desdobram a testemunhar em suas vidas que vale a pena viver este amor. Estes encontraram a salvação, a verdade e a essência da própria vida. A seu modo encontraram Deus. Portanto vale qualquer esforço para viver esta verdade, vale todo esforço para ser bom e viver no amor, vale todo esforço para aceitar as pessoas como elas são vale arrancar os olhos, as pernas, a própria vida de egoísmo, orgulho, soberba, mazelas, mesquinharia, poder, posição social… Para viver intensamente a vida proposta por Deus. Ainda mais nós que, pela graça, conhecemos a verdade e temos a consciência da presença do Espírito Santo em nós, a decisão é radical, tem que ser radical. Ninguém pode servir a dois senhores. Não tem como “dar um jeitinho” para fazer uma média com os dois senhores, “Dizei somente: Sim, se é sim; não, se é não. Tudo o que passa, além disto, vem do Maligno”. (Mt 5, 37).

“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo”. (Mt 6, 33).

Antonio ComDeus

 


 

1ª Leitura – Nm 11,25-29

Tens ciúmes por mim? Quem dera que

todo o povo do Senhor fosse profeta.

 

Leitura do Livro dos Números 11,25-29

 

Naqueles dias:

25O Senhor desceu na nuvem e falou a Moisés.

Retirou um pouco do espírito que Moisés possuía

e o deu aos setenta anciãos.

Assim que repousou sobre eles o espírito,

puseram-se a profetizar, mas não continuaram.

26Dois homens, porém, tinham ficado no acampamento.

Um chamava-se Eldad e o outro Medad.

O espírito repousou igualmente sobre os dois,

que estavam na lista mas não tinham ido à Tenda,

e eles profetizavam no acampamento.

27Um jovem correu a avisar Moisés

que Eldad e Medad estavam profetizando no acampamento.

28Josué, filho de Nun,

ajudante de Moisés desde a juventude, disse:

‘Moisés, meu Senhor, manda que eles se calem!’

29Moisés respondeu:

‘Tens ciúmes por mim?

Quem dera que todo o povo do Senhor fosse profeta,

e que o Senhor lhe concedesse o seu espírito!’

Palavra do Senhor.

 

Salmo – Sl 18,8.10.12-13.14 (R.8a 9b)

 

R.A lei do Senhor Deus é perfeita, alegria ao coração

 

8A lei do Senhor Deus é perfeita,*

conforto para a alma!

O testemunho do Senhor é fiel,*

sabedoria dos humildes.R.

 

10É puro o temor do Senhor,*

imutável para sempre.

Os julgamentos do Senhor são corretos*

e justos igualmente.R.

 

12E vosso servo, instruído por elas,*

se empenha em guardá-las.

13Mas quem pode perceber suas faltas?*

Perdoai as que não vejo!R.

 

14E preservai o vosso servo do orgulho:*

não domine sobre mim!

E assim puro, eu serei preservado*

dos delitos mais perversos.R.

 

2ª Leitura – Tg 5,1-6

Vossa riqueza está apodrecendo.

Leitura da Carta de São Tiago 5,1-6

 

1E agora, ricos, chorai e gemei,

por causa das desgraças que estão para cair sobre vós.

2Vossa riqueza está apodrecendo,

e vossas roupas estão carcomidas pelas traças.

3Vosso ouro e vossa prata estão enferrujados,

e a ferrugem deles vai servir de testemunho contra vós

e devorar vossas carnes, como fogo!

Amontoastes tesouros nos últimos dias.

4Vede:

o salário dos trabalhadores que ceifaram os vossos campos,

que vós deixastes de pagar,

está gritando,

e o clamor dos trabalhadores

chegou aos ouvidos do Senhor todo-poderoso.

5Vós vivestes luxuosamente na terra,

entregues à boa vida,

cevando os vossos corações para o dia da matança.

6Condenastes o justo e o assassinastes;

ele não resiste a vós.

Palavra do Senhor.

 

Evangelho – Mc 9,38-43.45.47-48

Quem não é contra nós é a nosso favor

Se tua mão te leva a pecar, corta-a!

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos 9,38-43.45.47-48

 

Naquele tempo:

38João disse a Jesus:

‘Mestre, vimos um homem expulsar demônios em teu nome.

Mas nós o proibimos, porque ele não nos segue’.

39Jesus disse:

‘Não o proibais, pois ninguém faz milagres em meu nome

para depois falar mal de mim.

40Quem não é contra nós é a nosso favor.

41Em verdade eu vos digo:

quem vos der a beber um copo de água,

porque sois de Cristo,

não ficará sem receber a sua recompensa.

42E, se alguém escandalizar

um destes pequeninos que crêem,

melhor seria que fosse jogado no mar

com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço.

43Se tua mão te leva a pecar, corta-a!

É melhor entrar na Vida sem uma das mãos,

do que, tendo as duas, ir para o inferno,

para o fogo que nunca se apaga.

45Se teu pé te leva a pecar, corta-o!

É melhor entrar na Vida sem um dos pés,

do que, tendo os dois, ser jogado no inferno.

47Se teu olho te leva a pecar, arranca-o!

É melhor entrar no Reino de Deus com um olho só,

do que, tendo os dois, ser jogado no inferno,

48’onde o verme deles não morre,

e o fogo não se apaga”.

Palavra da Salvação.