Reflexão 4º Domingo do Advento

O Natal está chegando e com ele nosso coração se alegra e neste tempo de alegria tudo em nossa volta se transforma, as pessoas se revestem de alegria, com votos de Feliz Natal e Próspero Ano Novo. São presentes, confraternizações, festas, sorrisos… O mundo muda, mesmo que as pessoas estejam simplesmente pensando no ter, no possuir, no hedonismo… No coração de Deus, não! Ele quer uma festa, em que todos os homens e mulheres, recebam alegremente a vinda de Seu Filho. O planeta muda e com ele todos os homens e mulheres ficam sensíveis ao outro e acabam se abraçando, reconciliando. É um momento forte de Deus sobre a terra. E por quê? Por que Deus assim o quer.

Ele tudo criou para o Filho e deseja que Seu Filho seja glorificado no coração de cada pessoa, por isso que, mesmo aqueles que estão longe de Deus e não o reconhece como Senhor, Ele os traz a uma participação de alegria do Natal.

Olhando para a primeira Leitura vemos o profeta Davi, preocupado em servir ao Senhor, reconhecendo todas as maravilhas que Ele estava fazendo em seu meio e resolve a construir um Templo digno de seu Deus, e recebe de Natã essa Palavra: “Vai e faze tudo o que diz o teu coração, pois o Senhor está contigo”, mas nada acontece sem que seja pela vontade do Senhor e Ele recorda a Davi que é Ele que decide o que e como fazer as coisas, mas vendo a iniciativa de Davi e tudo o que ele realizara a favor de seu povo, traz a ele uma profecia que será um filho seu, isto é, de sua descendência que virá o libertador de Israel.

Nossa história está nas mãos de Deus e nada escapa de sua vontade, Ele é Deus. Muitas vezes não reconhecemos essa verdade e achamos que Deus foi vencido pelo Mal. Não! O mundo, toda a criação é de Deus e nada escapa aos seus olhos. Ele dirige toda criação e quer contar com os homens em seu projeto, mas se estes não correspondem ao seu projeto, simplesmente faz como deseja: “Ele respondeu: Digo-vos: se estes se calarem, clamarão as pedras!” (Lc 19, 40). Portanto, Irmãos. Estamos nos braços de Deus e Ele dirige nossa história, assim ao celebrarmos o Natal, simplesmente estamos em comunhão com o Senhor que quer exaltar Seu Filho e nós participamos dessa alegria. Como vemos a conversa do Anjo com Maria. É um diálogo de alegria, é presença de Deus, é Deus tocando a terra e querendo viver com os seus. E neste encontro, Deus se faz homem e Maria exulta de alegria. Que nosso coração possa exultar de alegria no mesmo Espírito que realizou em Maria a encarnação do Verbo. E possamos proclamar como Maria: “A minha alma glorifica ao Senhor” e ao mesmo tempo nos despojar: “Faça-se em mim segundo a vossa Palavra”. Preparemo-nos para esse encontro, estejamos em vigilância, clamemos ao Espírito Santo que venha realizar em nosso coração o nascimento de Jesus e que possamos ser a manjedoura do Senhor e assim como Maria que: “…carregou a Palavra no ventre, não na boca. Estava cheia, fisicamente inclusive, de Cristo, e o irradiava com sua simples presença. Jesus lhe saía dos olhos, do rosto, de toda a pessoa. Quando nos perfumamos, não precisamos avisar. Basta estar perto. Maria, especialmente no tempo em que trazia Jesus no ventre, estava cheia do perfume de Cristo”. (Padre Raniero Cantalamessa, OFM Cap, pregador da Casa Pontifícia. Reflexão do 2º Domingo do Advento). Que neste Natal estejamos com perfume do Menino Jesus para irradiarmos o bom odor de Deus a todos os homens. Deus cumpriu sua promessa feita a Davi. Cumpriu sua promessa nos dando uma vida nova. Cumpriu sua promessa nos renovando no Espírito Santo: “Dar-vos-ei um coração novo e em vós porei um espírito novo; tirar-vos-ei do peito o coração de pedra e dar-vos-ei um coração de carne. (Ez 36,26).

Agora é com você. O Natal é uma adesão ao projeto de Deus. Grite, chore, ria, pule, regozija-te em seu coração e diga: “EU SOU DE DEUS, ELE VIVE EM MIM.”

Puxa! Seu perfume é muito agradável.

Antonio ComDeus


PRIMEIRA LEITURA

(2Sm 7,1-5.8b-12.14a.16)

Leitura do Segundo Livro de Samuel

1Tendo-se o rei Davi instalado já em sua casa e tendo-lhe o Senhor dado a paz, livrando-o de todos os seus inimigos, 2ele disse ao profeta Natã: “Vê, eu resido num palácio de cedro, e a arca de Deus está alojada numa tenda!” 3Natã respondeu ao rei: “Vai e faze tudo o que diz o teu coração, pois o Senhor está contigo”. 4Mas, nessa mesma noite, a palavra do Senhor foi dirigida a Natã nestes termos: 5“Vai dizer ao meu servo Davi: ‘Assim fala o Senhor: Porventura és tu que me construirás uma casa para eu habitar? 8Fui eu que te tirei do pastoreio, do meio das  ovelhas, para que fosses o chefe do meu povo, Israel. 9Estive contigo em toda a parte por onde andaste, e exterminei diante de ti todos os teus inimigos, fazendo o teu nome tão célebre como o dos homens mais famosos da terra. 10Vou preparar um lugar para o meu povo, Israel: eu o implantarei, de modo que possa morar lá sem jamais ser inquietado. Os homens violentos não tornarão a oprimi-lo como outrora, 11no tempo em que eu estabelecia juízes sobre o meu povo, Israel. Concedo-te uma vida tranqüila, livrando-te de todos os teus inimigos. E o Senhor te anuncia que te fará uma casa. 12Quando chegar o fim dos teus dias e repousares com teus pais, então, suscitarei, depois de ti, um filho teu, e confirmarei a sua realeza. 14Eu serei para ele um pai e ele será para mim um filho. 16Tua casa e teu reino serão estáveis para sempre diante de mim, e teu trono será firme para sempre”.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

SALMO RESPONSORIAL 88 (89) FX 8

Ó Senhor, quero cantar o vosso nome * desde agora e para sempre!

1. Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, * de geração em geração eu cantarei vossa verdade! * Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre! * E a vossa lealdade é tão firme como os céus.”

2. Eu firmei uma aliança com meu servo, meu eleito, * e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor. * Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, * de geração em geração garantirei o teu reinado!”

3. Ele então, me invocará: “Ó Senhor, vós sois meu Pai, * sois meu Deus, sois meu rochedo onde encontro a salvação!” * Guardarei eternamente para ele a minha graça * e com ele firmarei minha aliança indissolúvel!”

 

SEGUNDA LEITURA (RM 16,25-27)

 

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.

Irmãos: 25Glória seja dada àquele que tem o poder de vos confirmar na fidelidade ao meu evangelho e à pregação de Jesus Cristo, de acordo com a revelação do mistério mantido em sigilo desde sempre. 26Agora este mistério foi manifestado e, mediante as Escrituras proféticas, conforme determinação do Deus eterno, foi levado ao conhecimento de todas as nações, para trazê-las à obediência da fé. 27A ele, o único Deus, o sábio, por meio de Jesus Cristo, a glória, pelos séculos dos séculos. Amém!

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, aleluia! (bis)

O Espírito consagrou-me,(bis)

E mandou-me anunciar.(bis)

Boa Nova para os pobres!(bis)

Aleluia, aleluia! (bis)

 

 

EVANGELHO (LC 1,26-38)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

T. Glória a vós, Senhor.

P. Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” 29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”. 34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?” 35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.

– Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

 

LEITURAS DA SEMANA: de  19 a 25 de Dezembro de  2011

 

2ª-: Jz 13, 2-7.24-25ª; Sl 70 (71), 3-4ª. 5-6ªb. 16-17 (R/. cf. 8a); Lc 1, 5-25

3ª-: Is 7, 10-14; Sl 23 (24), 1-2. 3-4ªb. 5-6 (R/. cf. 7c e 10b); Lc 1, 26-38

4ª-: Ct 2, 8-14 ou Sf 3, 14-18ª; Sl 32 (33), 2-3. 11-12. 20-21 (R/. 1a e 3ª); Lc 1, 39-45

5ª-: 1Sm 1, 24-28; Cant.: 1Sm 2, 1. 4-5. 6-7. 8abcd (R/. 1a); Lc 1, 46-56

6ª-: Ml 3, 1-4.23-24; Sl 24(25), 4-5ªb. 8-9. 10 e 14 (R/. Lc 21,28); Lc 1, 57-66

Sáb-: VIGÍLIA DE NATAL (NOITE)Is 9, 1-6; Sl 95 (96), 1-2a. 2b-3. 11-12. 13 (R/. Lc 2, 11); Tt 2, 11-14; Lc 2, 1-14