Reflexão: 2º Domingo do Advento

Estamos celebrando o segundo domingo do Advento e na expectativa que o Senhor nascerá em nosso meio e em nosso coração. Certamente que esta preparação, fazemos todos os anos, mas não podemos nos comportar como se fosse um tradicionalismo em nossa fé de celebrar o nascimento do Senhor. Tudo o que o Senhor realizou em nosso meio tem valor eterno, todos os atos de Jesus é eterno e em todas as celebrações de nossa Igreja não estamos celebrando o passado, mas atualizado o passado no hoje de nossa história. Celebramos o Kairós (tempo da Graça), isto é, um tempo cíclico, onde todas as coisas são presente em nosso tempo como que sua realização fosse verdadeiramente “no agora” de nossa vida.

Portanto não estamos repetindo uma celebração do ano passado, mas vivendo neste nosso momento a espera do Senhor que vai nascer. E na reflexão de hoje somos convidados e ter a esperança que tudo será transformado. A partir de nosso interior, com a força do Espírito Santo, que recebemos e nos molda a imagem do Mestre para que possamos estar preparados para o dia de Sua vinda. Certamente que estamos olhando para duas realidades: O senhor que nasce em Belém e nos trás a condição de uma nova vida, a vida da graça, a vida nova de filhos de Deus que começam a experimentar o Reino neste mundo e são chamados a implantar o amor de Deus, no mundo e nos corações, fazendo que tudo esteja aos moldes do evangelho. Mas existe outra realidade na qual São Pedro nos chama atenção “O que nós esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, onde habitará a justiça”. Sim é a Parusia, isto é a volta definitiva de Jesus em que irá retirar toda a iniqüidade da face da terra e implantar Seu Reino de amor restituindo, neste mundo a condição primeira como o Pai havia criado. E sem alguém acha que Deus está demorando ou se esqueceu de nós ao ponto do mal estar dominando o mundo, como alguns pensam o Apóstolo nos fala: “Ele está usando de paciência para convosco. Pois não deseja que alguém se perca, ao contrário, quer que todos venham a converter-se”. Assim nossa preparação para o Natal, não é para celebrarmos uma festa com comidas e bebidas dentro de um espírito capitalista, mas dentro do mais profundo Espírito de Deus onde consciente de que somos chamados a viver na esperança possamos viver a alegria de Filhos de Deus nos colocando de prontidão: “Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas estradas!”. Sim temos uma missão: Sermos anunciadores da Luz que vem iluminar as trevas. Que neste período de advento nosso coração possa estar aberto ao Senhor e nos colocarmos na expectativa de que um mundo novo possa fluir em nossas vidas e transformar nossa sociedade tão levada pelo hedonismo, pelo consumismo, por um consumo sem regras e sem limites fazendo do Ser uma máquina de Ter ao ponto de sermos medidos pelos que temos e não pelo que somos e pior se somos é por que temos e neste sentido está longe à figura de sermos a imagem de Deus. Verdadeiramente o pecado desfigurou a pessoa humana e Jesus veio trazer de volta o que perdemos com o pecado, mas é necessária nossa adesão radical ao Senhor e este é o tempo de reflexão e de tomada de posição. Afinal estamos no time de Jesus e dispostos a lutar com suas  armas e vencer o mundo com o Amor? Ou estamos no time do pecado e implantando um reino de divisão, injustiça, desigualdade… Mas não podemos esquecer que no campo de futebol existe o time A o time B, mas também tem o pessoal que fica nas arquibancadas e não querem nem saber, ou torcem para o time A ou o B. Estes são os que ficam em cima do murro, são indiferentes, pelo menos até que algo os atinja. Pois bem tomemos uma decisão radical e espero que a sua seja por Jesus, pois como nos fala o Profeta “Eis o vosso Deus, eis que o Senhor Deus vem com poder, seu braço tudo domina: eis, com ele, sua conquista, eis à sua frente à vitória. Como um pastor, ele apascenta o rebanho, reúne, com a força dos braços, os cordeiros e carrega-os ao colo; ele mesmo tange as ovelhas-mães”.

Maranatha! Vem senhor Jesus!

Antonio ComDeus


PRIMEIRA LEITURA (IS 40,1-5.9-11)

LEITURA DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS 

1Consolai o meu povo, consolai-o! – diz o vosso Deus–. 2Falai ao coração de Jerusalém e dizei em alta voz que sua servidão acabou e a expiação de suas culpas foi cumprida; ela recebeu das mãos do Senhor o dobro por todos os seus pecados. 3Grita uma voz: “Preparai no deserto o caminho do Senhor, aplainai na solidão a estrada de nosso Deus. 4Nivelem-se todos os vales, rebaixem-se todos os montes e colinas; endireite-se o que é torto e alisem-se as asperezas: 5a glória do Senhor então se manifestará, e todos os homens verão juntamente o que a boca do Senhor falou”.  9Sobe a um alto monte, tu, que trazes a boa nova a Sião; levanta com força a tua voz, tu, que trazes a boa nova a Jerusalém, ergue a voz, não temas; dize às cidades de Judá: 10 “Eis o vosso Deus, eis que o Senhor Deus vem com poder, seu braço tudo domina: eis, com ele, sua conquista, eis à sua frente a vitória. 11Como um pastor, ele apascenta o rebanho, reúne, com a força dos braços, os cordeiros e carrega-os ao colo; ele mesmo tange as ovelhas-mães”. – Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

SALMO RESPONSORIAL SL 85(84) (H1, P. 20 – CD VIII (FX 2)

Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade, e a vossa salvação nos concedei!

1. Quero ouvir o que o Senhor irá falar: * é a paz que ele vai anunciar. * Está perto a salvação dos que o temem * e a glória habitará em nossa terra.

2. A verdade e o amor se encontrarão, * a justiça e paz se abraçarão. * Da terra brotará fidelidade * e a justiça olhará dos altos céus.

3. O Senhor nos dará tudo o que é bom * e a nossa terra nos dará suas colheitas. * A justiça andará à sua frente * e a salvação há de seguir os passos seus.

 

SEGUNDA LEITURA (2PD 3,8-14)

LEITURA DA SEGUNDA CARTA DE SÃO PEDRO

8Uma coisa vós não podeis desconhecer, caríssimos: para o Senhor, um dia é como mil anos e mil anos como um dia. 9O Senhor não tarda a cumprir sua promessa, como pensam alguns, achando que demora. Ele está usando de paciência para convosco. Pois não deseja que alguém se perca, ao contrário, quer que todos venham a converter-se. 10O dia do Senhor chegará como um ladrão, e então os céus acabarão com barulho espantoso; os elementos, devorados pelas chamas, se dissolverão, e a terra será consumida com tudo o que nela se fez. 11Se deste modo tudo se vai desintegrar, qual não deve ser o vosso empenho numa vida santa e piedosa, 12enquanto esperais com anseio a vinda do Dia de Deus, quando os céus em chama se vão derreter, e os elementos, consumidos pelo fogo, se fundirão? 13O que nós esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, onde habitará a justiça. 14Caríssimos, vivendo nesta esperança, esforçai-vos para que ele vos encontre numa vida pura e sem mancha e em paz.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

(H1 p. 46 -CD VIII Fx 9)

Aleluia, aleluia! (bis)

Voz que clama no deserto: (bis) * “Preparai-lhe um caminho, (bis) * Uma estrada ao Senhor.” (bis)

Aleluia, aleluia! (bis)

 

 

EVANGELHO (MC 1,1-8)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.

T. Glória a vós, Senhor.

P. 1Início do Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. 2Está escrito no livro do profeta Isaías: “Eis que envio meu mensageiro à tua frente, para preparar o teu caminho. 3Esta é a voz daquele que grita no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas estradas!’” 4Foi assim que João Batista apareceu no deserto, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados. 5Toda a região da Judéia e todos os moradores de Jerusalém iam ao seu encontro. Confessavam os seus pecados e João os batizava no rio Jordão. 6João se vestia com uma pele de camelo e comia gafanhotos e mel do campo. 7E pregava, dizendo: “Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias. 8Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo”.

– Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

 

LEITURAS DA SEMANA: DE  5 A 11 DE DEZEMBRO DE  2011

 

 2ª-: Is 35, 1-10; Sl 84 (85), 9ab-10. 11-12. 13-14 (R/. Is 35, 4d); Lc 5, 17-26

3ª-: Is 40, 1-11; Sl 95 (96), 1-2. 3 e 10ac. 11-12. 13 (R/. Is 40, 9-10); Mt 18, 12-14

4ª-: Is 40, 25-31; Sl 102 (103), 1-2. 3-4. 8 e 10 (R/. 1a); Mt 11, 28-30

5ª-: Gn 3, 9-15.20; Sl 97 (98), 1. 2-3ªb. 3bc-4 (R/. 1a); Ef 1, 3-6.11-12; Lc 1, 26-38

6ª-: Is 48, 17-19; Sl 1, 1-2. 3. 4 e 6 (R/. cf. Jo 8, 12); Mt 11, 16-19

Sab.: Eclo 48, 1-4.9-11; Sl 79 (80), 2ªc e 3b. 15-16. 18-19 (R/. 4); Mt 17, 10-13

3º Dom. Advento Is 61, 1-2ª.10-11; Cant.: Lc 1, 46-48. 49-50. 53-54 (R/. Is 61, 10b); 1Ts 5, 16-24; Jo 1, 6-8.19-28