17º Domingo do Tempo Comum – Ano A

Neste tempo comum a Igreja nos apresenta Jesus mostrando o Reino de Deus que já está em nosso meio, mas que temos que conquistá-lo com uma decisão radical pelo evangelho e pela salvação. Assim olhando para a primeira leitura vemos Salomão que ainda jovem e com todos os questionamentos e crises de um jovem, conversando com Deus e buscando uma saída para tudo o que a vida lhe apresentava. São momentos difíceis de análise e discernimento, afinal estava com um compromisso maior que podia suportar e queria de Deus uma solução. Bem, isso é o que acontece com a vida de cada jovem, e nós que somos jovens há mais tempo sabemos muito bem o que é isso. Mas, importante vermos que, Salomão soube se relacionar com Deus em seus momentos difíceis. Interessante que Deus pergunta: “Pede o que desejas e eu te darei”. Deus não fala a Salomão: “Eu quero que… ou Faças assim com seus problemas, ou outras perguntas desse tipo como que dando uma ordem ou exigindo dele algo conforme a Sua vontade.

Mas, Deus simplesmente fala: “Pede e te darei”. Muitos procuram sua vocação, procuram saber o que Deus quer de suas vidas e enquanto isso Deus quer saber o que você quer fazer de sua vida para que Ele possa dar o que você precisa para atingir seus objetivos. É isso mesmo! Deus te criou e já lhe deu todos os dons necessários e a vocação que Ele queria para sua vida. Já lhe chamou e te cobriu com sua graça: “Sabemos que tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados para a salvação”. É isso! “tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus” foi isso que Salomão fez, amou a Deus e O buscou e encontrou a razão de sua vida – Estar com Deus – é isso que precisamos: estar com Deus para que n’Ele e com Ele possamos viver a felicidade e caminhar na santidade incorporando a cada dia a salvação a qual fomos chamados. Por isso que quem encontra o Senhor encontrou um tesouro, nada mais tem valor, ou melhor, tudo só tem valor se for para contribuir  para que esse tesouro fique cada vez mais  enraizado. Fazer parte do Reino é encontrar algo que transcenda nossa vida como aquele que achou a pérola, não desfaz dela nunca e ninguém vai conseguir tomá-la. Assim a decisão por Deus e pelo Seu Reino deve ser tão radical que não existe o que questionar, pois o que você estiver fazendo, onde, como, e qual o caminho que escolheu e se está em comunhão com o Senhor já está fazendo tudo o que Ele quer. Salomão foi sábio e com bom discernimento, tudo o que Deus lhe deu, entregou a Ele como oblação e pediu seu auxílio – a Sabedoria. Mas o Reino é como a rede lançada ao mar, isto é, é para todos, mas nem todos atenderão ao chamado do Reino e não conseguirão entrar. Veja. Não é Deus que não os escolheu, mas eles não aceitaram o convite e desvirtuaram suas vidas por caminhos sombrios, ao ponto de não entender a vida que lhes foi oferecida pelo Senhor. Pois bem, temos um caminho a seguir. Aqui não é o ponto final. Temos um caminho a percorrer e desvendar, a cada passo, como é bom construir a vida com Deus e ser cada dia uma pessoa melhor, mais madura e consciente até atingirmos a estatura do homem perfeito. Fomos predestinados à ir pra casa do Pai e temos a graça de Deus de construir este caminho e subir na escada da vida com as nossas próprias forças contando com a graça de Deus. Que pena que muitos ficam à beira do caminho distraído com os prazeres da vida e não sobe a escada da vida rumo à glória.

 

Fique esperto!

 

Antonio – COMDEUS


PRIMEIRA LEITURA (1Rs 3,5.7-12)

Leitura do Primeiro Livro dos Reis

Naqueles dias,

5em Gabaon o Senhor apareceu a Salomão,

em sonho, durante a noite, e lhe disse:

“Pede o que desejas e eu te darei”.

7E Salomão disse: “Senhor meu Deus,

tu fizeste reinar o teu servo

em lugar de Davi, meu pai.

Mas eu não passo de um adolescente,

que não sabe ainda como governar.

8Além disso, teu servo está no meio do teu povo eleito,

povo tão numeroso

que não se pode contar ou calcular.

9Dá, pois, ao teu servo, um coração compreensivo,

capaz de governar o teu povo

e de discernir entre o bem e o mal.

Do contrário, quem poderá governar

este teu povo tão numeroso?”

10Esta oração de Salomão agradou ao Senhor.

11E Deus disse a Salomão:

“Já que pediste estes dons

e não pediste para ti longos anos de vida,

nem riquezas, nem a morte de teus inimigos,

mas sim sabedoria para praticar a justiça,

12vou satisfazer o teu pedido;

dou-te um coração sábio e inteligente,

como nunca houve outro igual antes de ti, nem haverá depois de ti”.

– Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

SALMO RESPONSORIAL 118(119)

(HL3, p. 141 – Fx 21)

Como eu amo, ó Senhor, * vossa lei, vossa palavra!

1. É esta a parte que escolhi por minha herança: * observar vossas palavras, ó Senhor! * A lei de vossa boca, para mim, * vale mais do que milhões em ouro e prata.

2. Vosso amor seja um consolo para mim, * conforme a vosso servo prometestes. * Venha a mim o vosso amor e viverei, * porque tenho em vossa lei o meu prazer.

3. Por isso amo os mandamentos que nos destes, * mais que o ouro, muito mais que o ouro fino! * Por isso eu sigo bem direito as vossas leis, * detesto todos os caminhos da mentira.

4. Maravilhosos são os vossos mandamentos, * eis, porque meu coração os observa! * Vossa palavra, ao revelar-se me ilumina, * ela dá sabedoria aos pequeninos.

 

SEGUNDA LEITURA – (Rm 8,28-30)

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos

Irmãos:

28Sabemos que tudo contribui para o bem daqueles que amam

a Deus, daqueles que são chamados para a salvação,

de acordo com o projeto de Deus.

29Pois aqueles que Deus contemplou com seu amor

desde sempre, a esses ele predestinou

a serem conformes à imagem de seu Filho,

para que este seja o primogênito numa multidão de irmãos.

30E aqueles que Deus predestinou, também os chamou.

E aos que chamou, também os tornou justos;

e aos que tornou justos, também os glorificou.

-Palavra do Senhor.

T. Graças a Deus.

 

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO (HL 3, p. 214 – Fx 20)

 Aleluia, Aleluia, Aleluia! (bis)

Eu te louvo, ó Pai Santo, * Deus do céu, Senhor da terra: * os mistérios do teu Reino * aos pequenos, Pai, revelas!

 

EVANGELHO (Mt 13,44-52)

P. O Senhor esteja convosco.

T. Ele está no meio de nós.

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

T. Glória a vós, Senhor.

P. Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:

44“O Reino dos Céus é como um tesouro escondido no campo.

Um homem o encontra e o mantém escondido.

Cheio de alegria, ele vai, vende todos os seus bens

e compra aquele campo.

45O Reino dos Céus também é como um comprador

que procura pérolas preciosas.

46Quando encontra uma pérola de grande valor,

ele vai, vende todos os seus bens

e compra aquela pérola.

47O Reino dos Céus é ainda

como uma rede lançada ao mar

e que apanha peixes de todo tipo.

48Quando está cheia,

os pescadores puxam a rede para a praia,

sentam-se e recolhem os peixes bons em cestos

e jogam fora os que não prestam.

49Assim acontecerá no fim dos tempos:

os anjos virão para separar

os homens maus dos que são justos,

50e lançarão os maus na fornalha de fogo.

E aí, haverá choro e ranger de dentes.

51Compreendestes tudo isso?”

Eles responderam: “Sim”.

52Então Jesus acrescentou:

“Assim, pois, todo mestre da lei,

que se torna discípulo do Reino dos Céus,

é como um pai de família

que tira do seu tesouro coisas novas e velhas”.

– Palavra da Salvação.

T. Glória a vós, Senhor.

 LEITURAS DA SEMANA: de 25 a 31 de Julho de 2011

 

 2ª-: 2Cor 4, 7-15; Sl 125 (126), 1-2ab. 2cd-3. 4-5. 6 (R/. 5); Mt 20, 20-28

3ª-: Eclo 44, 1.10-15; Sl 131 (132), 11. 13-14. 17-18 (R/. Lc 1, 32a); Mt 13, 16-17

4ª-: Ex 34, 29-35; Sl 98 (99), 5. 6. 7. 9 (R/. cf. 9c); Mt 13, 44-46

5ª-: Ex 40, 16-21.34-38; Sl 83 (84), 3. 4. 5-6a e 8a. 11 (R/. 2); Mt 13, 47-53

6ª-:. 1Jo 4, 7-16; Sl 33 (34), 2-3. 4-5. 6-7. 8-9. 10-11 (R/. 9a); Jo 11, 19-27 ou Lc 10, 38-42

Sab.: Lv 25, 1.8-17; Sl 66 (67), 2-3. 5. 7-8 (R/. 4); Mt 14, 1-12

18º DTC Is 55, 1-3; Sl 144 (145), 8-9. 15-16. 17-18 (R/. cf. 16); Rm 8, 35. 37-39; Mt 14, 13-21