6º Domingo da Páscoa – Ano A

Jesus nos apresenta neste fim de semana a promessa que o Pai havia feito no Antigo Testamento e que será realizada em breve após a Sua partida. “Dar-vos-ei um coração novo e em vós porei um espírito novo; tirar-vos-ei do peito o coração de pedra e dar-vos-ei um coração de carne”. (Ez 36, 26). Essa foi uma das promessas feitas pelo Pai no A.T. entre muitas outras, O Pai prometeu enviar o Salvador, mas também em dar um Espírito novo. Agora, vemos Jesus confirmando que enviará um “outro paráclito”, um consolador, um advogado que defenderá e estará “dentro de vós”.

O primeiro Paráclito é o próprio Jesus que veio nos defender da morte eterna e nos dar a possibilidade de uma nova vida ao Seu lado por toda eternidade, mas conhecendo nossa fragilidade e sabendo que mesmo com sua morte e ressurreição a pessoa humana não teria força para encontrar o caminho e permanecer nele, nos envia o Espírito Santo. Importante vermos que após a realização da missão de Jesus com sua morte e ressurreição os apóstolos ainda estavam com medo e escondidos por medo dos Judeus. Somente após Pentecostes onde foram revestidos pela pessoa do Espírito Santo é que iniciaram sua vida de missionários e evangelizadores. Jesus, no evangelho de João nos apresenta a características do Espírito e sua missão entre nós, e no Batismo é que recebemos essa graça de sermos portadores de Deus em nosso coração, assim Jesus inaugura uma nova geração de ser humano – o Homem divino – Se antes o homem estava corrompido pelo pecado e condenado a perdição eterna, agora “Com efeito, também Cristo morreu, uma vez por todas, por causa dos pecados, o justo, pelos injustos, a fim de nos conduzir a Deus”. (Segunda leitura). Temos a vida nova, redimidos pelo sangue de Cristo e revestidos pelo Espírito Santo que habita dentro de nós, para que junto conosco possa realizar uma obra nova neste mundo. O Espírito Santo é o Mestre de nossas almas, onde a cada dia busca nos conformar (colocar na forma) a Jesus que é o Caminho, a Verdade e a Vida. Desta forma vemos Filipe evangelizando com o poder de Deus em sua pregação acompanhada de milagres que encantava a todos e implantava o Reino de Deus no meio daquele povo pagão. Observamos também a preocupação da Igreja nascente que ao saber os prodígios realizados por Filipe envia Pedro e João para certificar que o evangelho estava sendo anunciado devidamente e ao perceber que estava faltando à efusão do Espírito Santo unge o povo para que obra de Deus se completasse naquela comunidade nascente. Assim vemos que a Igreja inaugurada por Cristo deve seguir na obediência aqueles que Deus os constituiu como Pastores, que certificam que o Evangelho seja aplicado de forma a conduzir o povo a Deus fornecendo todos os meios para que as graças não falte ao fiel em sua caminhada de salvação. Somos essa Igreja, não estamos soltos no mundo de forma a fazermos “as coisas” conforme nossos impulsos interiores buscando nossas próprias paixões, e isso muito acontecem em nossa sociedade. Muito levados pelas suas aspirações pessoais com seus interesses fazem coisas “em nome de Deus” que até Deus duvida. Mas nós, Católicos, temos uma Igreja sustentada nos sucessores dos apóstolos e em nosso Pastor – o Santo Padre, o Papa – que assistido diretamente pelo Espírito Santo conduz a Igreja, onde a promessa de Jesus se realiza: “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. (MT 16, 18). Assim nosso Redil é Jesus e Sua Igreja. Que na força do Espírito Santo a santifica, e onde cada um de nós somos santificados.

 

Vinde Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso amor…

 

 

 

Antonio ComDeus

 

________________________________________

 

29 DE MAIO DE 2011 • ANO A

 

6º DOMINGO DA PÁSCOA

 

PRIMEIRA LEITURA (At 8, 5-8.14-17)

 

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

 

Naqueles dias,

 

5Filipe desceu a uma cidade da Samaria

 

e anunciou-lhes o Cristo.

 

6As multidões seguiam com atenção

 

as coisas que Filipe dizia.

 

E todos, unânimes, o escutavam,

 

pois viam os milagres que ele fazia.

 

7De muitos possessos saíam os espíritos maus,

 

dando grandes gritos.

 

Numerosos paralíticos e aleijados

 

também foram curados.

 

8Era grande a alegria naquela cidade.

 

14Os apóstolos, que estavam em Jerusalém,

 

souberam que a Samaria acolhera a Palavra de Deus,

 

e enviaram lá Pedro e João.

 

15Chegando ali, oraram pelos habitantes da Samaria,

 

para que recebessem o Espírito Santo.

 

16Porque o Espírito ainda não viera sobre nenhum deles;

 

apenas tinham recebido

 

o batismo em nome do Senhor Jesus.

 

17Pedro e João impuseram-lhes as mãos,

 

e eles receberam o Espírito Santo.

 

– Palavra do Senhor.

 

T. Graças a Deus.

 

 

 

SALMO RESPONSORIAL 65(66) (Fx 2)

 

Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira! * Cantai salmos a seu nome glorioso!

 

1.Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira * cantai salmos a seu nome glorioso! * Dai a Deus a mais sublime louvação, * dizei a Deus: “Como são grandes vossas obras!”

 

2.Toda a terra vos adore com respeito * e proclame o louvor de vos¬so nome. * Vinde ver todas as obras do Senhor; * seus prodí¬gios estupendos entre os homens!

 

3. O mar ele mudou em terra firme * e passaram pelo rio a pé enxuto. * Exultemos de alegria no Senhor; * Ele domina para sempre com poder!

 

4.Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar: * vou contar-vos todo bem que ele me fez! * Bendito seja o Senhor Deus que me escutou, * não rejeitou minha oração e meu clamor!

 

 

 

SEGUNDA LEITURA (1Pd 3,15-18)

 

Leitura da primeira carta de São Pedro.

 

Caríssimos:

 

15Santificai em vossos corações

 

o Senhor Jesus Cristo,

 

e estai sempre prontos a dar razão da vossa esperança

 

a todo aquele que vo-la pedir.

 

16Fazei-o, porém, com mansidão e respeito

 

e com boa consciência.

 

Então, se em alguma coisa fordes difamados,

 

ficarão com vergonha aqueles que ultrajam

 

o vosso bom procedimento em Cristo.

 

17Pois será melhor sofrer praticando o bem,

 

se esta for a vontade de Deus,

 

do que praticando o mal.

 

18Com efeito, também Cristo morreu, uma vez por todas,

 

por causa dos pecados,

 

o justo, pelos injustos,

 

a fim de nos conduzir a Deus.

 

Sofreu a morte, na sua existência humana,

 

mas recebeu nova vida pelo Espírito.

 

– Palavra do Senhor.

 

T. Graças a Deus.

 

 

 

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO (Fx3)

 

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia, aleluia! * Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!

 

Quem me ama guardará minha Palavra, * meu Pai o amará, e a ele nós viremos.

 

 

 

EVANGELHO (Jo 14,15-21)

 

P. O Senhor esteja convosco.

 

T. Ele está no meio de nós.

 

P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.

 

T. Glória a vós, Senhor.

 

P. Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:

 

15”Se me amais, guardareis os meus mandamentos,

 

16e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro defensor,

 

para que permaneça sempre convosco:

 

17o Espírito da Verdade,

 

que o mundo não é capaz de receber,

 

porque não o vê nem o conhece.

 

Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós

 

e estará dentro de vós.

 

18Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós.

 

19Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá,

 

mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis.

 

20Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai

 

e vós em mim e eu em vós.

 

21Quem acolheu os meus mandamentos e os observa,

 

esse me ama.

 

Ora, quem me ama, será amado por meu Pai,

 

e eu o amarei e me manifestarei a ele.

 

– Palavra da Salvação.

 

T. Glória a vós, Senhor.