Tríduo Pascal

À partir de amanhã, quinta feira santa, celebramos o tríduo pascal onde se encontra os grandes mistérios de nossa fé – Ceia do Senhor; Sacrifício na Cruz e Vigília Pascal. Estes fatos são as marcas mais profundas do amor de Deus por nós e que cabe a nós uma resposta a Deus em celebrarmos estes momentos com muita devoção e grande busca de espiritualidade numa vivência mística, numa experiência profunda do Cristo em nossas vidas.

 

Viver os mistérios de Cristo é uma graça, é um presente, é um chamado. Isto mesmo é um chamado. O Senhor te chama a estar com ele nesta vivência do mistério. Celebrar não é recordar de algo do passado, mas é um atualizar, um viver no hoje de nossa história, é um anamnese, “O mistério pascal de Cristo é celebrado, não é repetido; o que se repete são as celebrações; em cada uma delas sobrevém a efusão do Espírito Santo que atualiza o único mistério”. (CEC 1104). Busquemos ardentemente a efusão do Espírito Santo nas celebrações do tríduo pascal é Ele que nos leva a penetrar no mistério e viver a plenitude do amor de Deus em sua paixão, morte e ressurreição. E você é chamado (a) a viver este mistério, o Senhor te convocou, Ele deseja ardentemente comer esta Páscoa com você – “Disse-lhes: Tenho desejado ardentemente comer convosco esta Páscoa…”. (Lc 22,15). Este é o nosso grande convite não vamos rejeitá-lo ou participar como se fosse mais uma celebração em nossa igreja fruto dos costumes ou das tradições que cercam a nossa fé.

É uma oportunidade única de penetrar no mistério. Talvez o sentido de “penetrar no mistério” fique muito vago em nossa mente, mas para vivê-lo é só dar um passo, é só dizer como Maria “Faça-se em mim segundo a sua Palavra” (Lc 1,38). Não se esqueça – Ninguém vai a Deus é Ele que chama – Cabe a nós dar uma resposta. E como em Maria o Espírito Santo desceu sobre ela e fecundou o verbo de Deus em seu seio. Também em nós, á partir de nosso sim, o Espírito de Deus desce sobre nós e realiza a obra da salvação nos levando as experiências espirituais – “Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou“. (Is 64,4).

Abra o teu coração, tenha muita sede do novo de Deus em sua vida, não deixe a páscoa do Senhor passar pela sua vida como um simples rito, mas busque nas celebrações o caminho, estabelecido por Deus, para você penetrar no sagrado e tornar um verdadeiro adorador em espírito e verdade – “Mas vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores hão de adorar o Pai em espírito e verdade, e são esses adoradores que o Pai deseja”. (Jo 4, 23). Vejam bem, as oportunidades é dado por Deus, Ele esta no timão da história e nada escapa a sua vontade, mas o aderir cabe a nós.

 

Deseje…, se entregue…, celebre…, experimente a vida ressuscitada em Deus, isto mesmo ressuscite em Cristo para uma vida nova. O céu se abrirá e sua vida será transformada, tudo em sua volta será como antes, mas você será o novo diante de tudo que esta em sua volta, então tudo será novo.

 

Feliz Páscoa

 

Antonio Ribeiro de Castro – Fundador da ComDeus