A sós com Jesus – Marcos 6,7-13.30-34

No processo de formação dos discípulos. Jesus evitava que caíssem num ativismo incontrolado.
Eram tantas as pessoas que os rodeavam, fazendo solicitações de todo tipo que não tinham nem tempo para comer.
Essa situação, com o passar do tempo, poderia se mostrar prejudicial.

O excesso de atividades levaria os discípulos a se desviarem do verdadeiro sentido de sua missão. Por isso, Jesus os convidou para estarem à sós, com ele. Dessa forma, se estabeleceria um espaço de convivência e de troca de experiências, útil para eles, que se viam tão atarefados.

Os apóstolos tinham experimentado a força de sua palavra, pela qual os demônios eram expulsos e os doentes recobravam a saúde, quando ungidos. Presenciavam a transformação operada na vida de quem se predispunha a converter-se ao Reino e fazer penitência por seus pecados. Eram testemunhas da alegria que se apoderava de quem se descobria amado por Deus e objeto de sua misericórdia.

O desejo de Jesus de estar sozinho com os discípulos não se concretizou. A multidão chegou antes deles, no lugar afastado para onde se dirigiam. Embora irrealizado, o desejo de Jesus não pode ser descartado, sem mais. O ativismo é um perigo que deve ser evitado.

 

Oração

Senhor Jesus, que eu saiba encontrar momentos para estar a sós contigo, revendo a minha vida de discípulo e me predispondo para continuar melhor minha missão.

 

Fonte: http://alphaeomega.org.br/